Tag Archives: corpo

Peso ideal

7 fev

Sei bem o quão difícil é a manutenção do peso ideal de uma pessoa. As guloseimas são uma tentação para acalmar as nossa ansiedades e, com isso, jogamos fora todo o esforço fitness.

Também sou feita de carne e osso e passo por altos e baixos durante a minha vida. Mas, estabeleci uma meta que procuro cumprir: manter o mesmo peso desde o dia do meu casamento há 20 anos passados. É difícil, escorrego, volto das viagens mais rechonchuda mas, não desisto.

Este ano de 2020 é um ano de muita felicidade para mim pois, já comecei com o pé direito e em paz com a balança. Nenhuma gordurinha sobrando e muita vontade de continuar assim por todo o ano.

Qual o segredo? Muito fácil!!! Em boca fechada não entra comida. E não adianta tentar inventar a roda. A conta é matemática, precisamos gastar mais do que comemos.

Bjs

Nanda

Dieta nas férias

17 dez

Dizem que férias é aquele período da nossa vida em que enfiamos os pés na jaca e abusamos de tudo o que é realmente saboroso.

Eu até concordo mas, se passamos o ano inteiro com os pés enfiados não jaca e decidimos que não entraremos o novo com resquícios desse período de abusos, não podemos vacilar.

Ou seja, mesmo durante as férias, a boca precisa estar lacrada, a consciência precisa estar atenta e a força de vontade precisa estar a todo vapor. De nada adiante cair de boca nas guloseimas e morrer de arrependimento com o excesso de peso acumulado.

Comigo é assim, mesmo de férias, a coisa toda precisa estar bem controlada e o espelho precisa ser meu parceiro. Agora que voltei a ser quem eu sempre fui não vou desperdiçar a minha vitória.

Bjs

Nanda

Precisando de massagem

24 set

Quem disse que quem chega de viagem está pronto para a rotina? Quem pensa assim não sabe a rotina “dura” e difícil que temos durante uma viagem de férias.

Tudo começa no pré viagem, durante a preparação do roteiro e reservas. Temos que trabalhar dobrado para deixar todas as pendências organizadas. Ou seja, já viajamos esgotadas depois de tamanha sobrecarga.

Durante a viagem, acordamos cedo para cumprir todo o roteiro e esquecemos que estamos de férias e precisamos descansar. Enfrentamos uma maratona de passeios e compromissos que, mal temos tempo para dormir e relaxar.

O resultado é que voltamos das férias com a cabeça relaxada mas, com o corpo destruído. Precisamos de uma massagem urgente para reduzir as tensões da viagem e poder começar uma rotina de trabalho.

Quem precisa de uma massagem também???!!!

Bjs

Nanda

Voltando a malhar

28 maio

Depois de sessenta dias distante da academia, confesso que já contava os minutos para voltar a malhar.

Sim, podem me chamar de louca mas, eu realmente gosto muito de fazer musculação. A sessão de exercícios não é uma obrigação para mim.

Não nego que depois dessa pausa necessária, pós cirúrgica, a volta não é nada fácil. Depois da primeira sessão, sinto como se o caminhão tivesse passado por cima de mim.

Vou ali tentar colocar os pés para cima e relaxar um pouco.

Bjs

Nanda

Dores no corpo

19 abr

Quem nunca malhou demais e acordou sentindo como se um caminhão tivesse passado por cima do seu corpo?

Vida de malhadora é assim… Quando cometi um excesso na malhação, acordo me sentindo toda dolorida. Fica até difícil me levantar da cama. Doem as pernas, braços, bumbum e costas. Até para respirar fica difícil.

Essa semana estou assim, dolorida, preguiçosa, me sentindo como se um trem tivesse passado por cima de mim. Mas, sei que vai passar!

Bjs

Nanda

A difícil tarefa de emagrecer

18 out
Quando somos bem jovens nem precisamos nos preocupar com o peso. Gastamos mais calorias do que ingerimos e o corpo está sempre em forma. Mas, à medida que vamos ganhando mais idade, as coisas ficam muitooooooo mais difíceis.
Ainda me lembro da época que meu apelido era Olívia Palito. É claro que eu não gostava mas, a preocupação com o corpo, naquele momento, era nenhuma. Podia comer todas as guloseimas e chocolates que eu quisesse e não fazia diferença. Minha mãe se preocupava com a minha magreza. Já euzinha, não estava nem aí para aquela preocupação.
Com os vinte, trinta e quarenta anos as coisas mudam de figura. O corpo já ganhou formas e curvas, principalmente depois das duas filhotas. Não há corpo em forma se não existir a dedicação com a malhação e a restrição à gula. Hoje, penso duas vezes se quero um brigadeiro ou se deixo de ir à academia. Qualquer deslize pode ser fatal para a balança. E a recuperação do peso ideal é sempre um processo muito penoso.
O verão está aí e os biquínis já estão saltando da gaveta. Não quero nenhuma sobrinha inconveniente aparecendo. Então, let’s go e boca fechada. Dieta já!
Bjs
Nanda

Quando o corpo não aguenta

27 set

Enquanto somos bem jovens, podemos ir para quantas festas quisermos e estamos “zerados” no dia seguinte. Não existe dores no corpo ou ressaca.

Quando atingimos a maioridade da maturidade, a coisa muda de figura. Pensamos duas vezes antes de cairmos na esbórnia. Os compromissos do dia seguinte precisam ser bem avaliados. Afinal de contas, a energia não é mais a mesma.

Inchaço nos pés e pernas, dores na coluna e nos calcanhares e aquela dor de cabeça nos fazem lembrar do melhor da festa e do quanto abusamos da bebida e da dança. A falta de uma boa noite de sono compromete todo o nosso “day after”.

Mesmo com o passar dos anos não deixo de aproveitar as muitas festas que costumo ir. Bebo água, tiro um sono, faço um escalda pés e sigo em frente.

Bjs

Nanda

Lacrando a boca

12 set

Quando chega essa época do ano, muitas pessoas começam a pensar no projeto verão. Se enganam imaginando que vão conseguir o corpo sarado para desfilar de biquíni em apenas três meses.

Eu nunca me iludi nesse aspecto e, sempre investi no projeto do ano todo. Acredito que desfilar bem em um biquíni faz parte de um cuidado diário com a saúde que envolve, não somente a malhação mas, tambem, uma alimentação saudável e cuidados com a pele.

O problema é quando fugimos muito da rotina durante o ano e desandamos a meta do peso do nosso corpo. As pessoas dizem que estou ótima mas, me incomodo com meio quilo a mais, que seja. Confio na minha balança e no meu senso crítico.

Então, aproveitando o projeto verão da maioria, digo que é hora de lacrar a boca e encarar a dieta para voltar ao meu peso favorito já! E lá se vão 20 anos sem medidas alteradas!

Bjs

Nanda

Corpo quebrado

24 jul

Me considero quase uma esportista. Corro, pego peso, faço yoga e não consigo ficar parada. Adoro me mexer e dançar, também. Mas, reconheço que ter vinte anos de idade faz muita falta.

Depois de passar nove horas em pé, durante um show, me remexendo ao som das músicas bem no meio da multidão, não poderia mesmo estar inteira.

O problema é que não restou pedra sobre pedra do meu corpo. Estou toda moída e cheia de calos nos pés. Sinto dores desde o dedo mindinho do pé até o último fio de cabelo.

A vontade que tenho é de não levantar da cama, deixar o tempo passar sem ter nenhum compromisso. Enfim… Curtir um dia de ócio é a minha meta!

Bjs

Nanda

Lacrando a boca

3 jul

Fim de férias e é chegada o tão temido momento de fechar a boca para que o corpo volte ao peso normal.

Quem me conhece de verdade sabe que sou bem exigente comigo mesma e não me permito estar fora do meu peso ideal. Amo férias e viagens e sou louca por doces. Confesso que não resisto a uma panela de brigadeiro. Mas, nenhum prazer é maior que subir em uma balança e não ficar de mal com ela.

Não vivo eternamente de regime. Tenho uma alimentação saudável e bastante comedida. Como de tudo e me permito os prazeres da gula. Uso a lei da compensação para controle do peso. Se hoje eu comi demais, amanhã eu dou uma segurada.

Dietas radicais somente quando retorno das férias para entrar em forma mais rapidamente e, mesmo assim, por um curto período. Ainda bem que amo minhas corridas e não deixo de malhar nenhum dia sequer.

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: