Tag Archives: dieta

Back home

27 set

Quando estamos em férias, viajando, não pensamos nas consequências da comilança em geral. Afundamos os “pés na jaca” sem dó e nem piedade.

De volta para a realidade podemos constatar o estrago feito e “chorar pitangas”! Bate o arrependimento e o desejo de ter comido apenas metade da fartura ingerida.

“Chorar pelo leite derramado” não adianta. A hora é de arregaçar as mangas, fechar a boca e malhar para jogar fora as diversas calorias ingeridas. E “voilá”!

Bjs

Nanda

Chega de comilança

27 maio

Depois de um fim de semana enfiando o pé na jaca e o garfo na boca, além do básico levantamento de taça, não me resta outra alternativa que não seja a de lacrar a boca.

Boca nervosa, ansiosa com tanta novidade, querendo que tudo já esteja em ordem e no meu nível de organização, então o chocolate acaba compensando.

Mas, hoje é segunda-feira, díade retomar as dietas perdidas, de malhar e suar para colocar as calorias para fora.

Não sei vocês mas estou fora de guloseimas, tá?!

Bjs

Nanda

Comilança de verão

14 jan

Definitivamente, não consigo fazer dieta no período do verão. As férias me transmitem uma sensação de liberdade e sinto que posso fazer o que eu quero.

Já acordo e me deparo com uma mesa de café da manhã, digna de um hotel cinco estrelas. Variedades de pães, bolos, sucos e tudo o que eu possa querer.

Os petiscos para a hora da piscina são os mais variados. Desde aqueles super saudáveis e com poucas calorias até os que podem nos engordar com vontade. Tudo regado a muito espumante e aperol.

A hora do almoço já é quase um jantar. Época perfeita para comer tudo aquilo que não comemos durante o ano: cozido, feijoada e moqueca. E claro, nada de esquecer de adoçar a boca com uma sobremesa bem gostosa.

No jantar, já bem tarde, é servido uma série de guloseimas que nos empanturram mas nos deixam “mega” felizes!

Zero culpa, zero estrago e zero peso na consciência!

Bjs

Nanda

Manter a forma no fim do ano. Como?

30 nov
Quero saber a receita para não engordar no final de ano? Por que é tão difícil manter o peso? Como ficar com a boca fechada?
São tantos compromissos, eventos, festas, comemorações e confraternizações que não conseguimos resistir. Afundamos o pé na jaca e nos esbaldamos nas guloseimas e nas bebidinhas! Cada taça de champagne é um brinde. Tudo por uma boa causa. 
Apesar das festas não podemos descuidar da malhação para compensarmos o excesso de calorias ingerida. Mesmo “jacando” temos que maneirar para não embolotarmos. Senão, depois o sofrimento com as dietas serão muito mais doloridos.
As minhas dicas são: controle da ansiedade, beber muita água e só ingerir aquelas calorias que valem à pena. Se a comida não for muito saborosa não vale os quilos ganhos!
Bjs
Nanda

A difícil tarefa de emagrecer

18 out
Quando somos bem jovens nem precisamos nos preocupar com o peso. Gastamos mais calorias do que ingerimos e o corpo está sempre em forma. Mas, à medida que vamos ganhando mais idade, as coisas ficam muitooooooo mais difíceis.
Ainda me lembro da época que meu apelido era Olívia Palito. É claro que eu não gostava mas, a preocupação com o corpo, naquele momento, era nenhuma. Podia comer todas as guloseimas e chocolates que eu quisesse e não fazia diferença. Minha mãe se preocupava com a minha magreza. Já euzinha, não estava nem aí para aquela preocupação.
Com os vinte, trinta e quarenta anos as coisas mudam de figura. O corpo já ganhou formas e curvas, principalmente depois das duas filhotas. Não há corpo em forma se não existir a dedicação com a malhação e a restrição à gula. Hoje, penso duas vezes se quero um brigadeiro ou se deixo de ir à academia. Qualquer deslize pode ser fatal para a balança. E a recuperação do peso ideal é sempre um processo muito penoso.
O verão está aí e os biquínis já estão saltando da gaveta. Não quero nenhuma sobrinha inconveniente aparecendo. Então, let’s go e boca fechada. Dieta já!
Bjs
Nanda

Lacrando a boca

12 set

Quando chega essa época do ano, muitas pessoas começam a pensar no projeto verão. Se enganam imaginando que vão conseguir o corpo sarado para desfilar de biquíni em apenas três meses.

Eu nunca me iludi nesse aspecto e, sempre investi no projeto do ano todo. Acredito que desfilar bem em um biquíni faz parte de um cuidado diário com a saúde que envolve, não somente a malhação mas, tambem, uma alimentação saudável e cuidados com a pele.

O problema é quando fugimos muito da rotina durante o ano e desandamos a meta do peso do nosso corpo. As pessoas dizem que estou ótima mas, me incomodo com meio quilo a mais, que seja. Confio na minha balança e no meu senso crítico.

Então, aproveitando o projeto verão da maioria, digo que é hora de lacrar a boca e encarar a dieta para voltar ao meu peso favorito já! E lá se vão 20 anos sem medidas alteradas!

Bjs

Nanda

Lacrando a boca

3 jul

Fim de férias e é chegada o tão temido momento de fechar a boca para que o corpo volte ao peso normal.

Quem me conhece de verdade sabe que sou bem exigente comigo mesma e não me permito estar fora do meu peso ideal. Amo férias e viagens e sou louca por doces. Confesso que não resisto a uma panela de brigadeiro. Mas, nenhum prazer é maior que subir em uma balança e não ficar de mal com ela.

Não vivo eternamente de regime. Tenho uma alimentação saudável e bastante comedida. Como de tudo e me permito os prazeres da gula. Uso a lei da compensação para controle do peso. Se hoje eu comi demais, amanhã eu dou uma segurada.

Dietas radicais somente quando retorno das férias para entrar em forma mais rapidamente e, mesmo assim, por um curto período. Ainda bem que amo minhas corridas e não deixo de malhar nenhum dia sequer.

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: