Tag Archives: ressaca

Ressaca do carnaval

6 mar

Eu nem me esbaldei mas não podia deixar de analisar as músicas que fizeram sucesso no carnaval.

É verdade que o axé vem perdendo a majestade e o Carnaval de Salvador virou um misto de todos os tipos de músicas.

A poesia ainda paira no ar: “Você chegou e me envolveu

E o meu corpo estremeceu

Me machucou, enfraqueceu

E o tempo que passou, quem perdeu fui eu”.

Muita bebida, muita loucura e, ao final, muita gente disse: “hoje eu vou beber

Hoje eu vou ficar loucão

Hoje eu não quero voltar

Pra minha casa, não. Hoje eu vou virar o Fábio Assunção.”

A festa é eclética e todos se divertem. Há os que “chamam atenção com o Chandon ou

resolvem com realzin de dom, dom, dom, dorom, dorom”.

E nossa cidade linda! As pessoas aproveitaram bastante. Foi um tal de “Que delícia de mar, hein

Piscininha, amor, piscininha, amor”.

As pessoas se encontrando, se conhecendo e a era digital ajuda muito!

“O nome dela é Jenifer

Eu encontrei ela no Tinder

Não é minha namorada

Mas poderia ser”.

“A gente é isso aqui

Meu povo

Sangue que corre na veia

Faz o que der na telha

De batuque e tamborim”.

E quando acaba, “Já bateu em mim saudade

Puxei a gaveta o abadá surradinho

Me trouxe saudade

Reunir os amigos

Pra rever as fotos

E aí só deu saudade”.

Agora só no ano que vem!

Bjs

Nanda

Quando o corpo não aguenta

27 set

Enquanto somos bem jovens, podemos ir para quantas festas quisermos e estamos “zerados” no dia seguinte. Não existe dores no corpo ou ressaca.

Quando atingimos a maioridade da maturidade, a coisa muda de figura. Pensamos duas vezes antes de cairmos na esbórnia. Os compromissos do dia seguinte precisam ser bem avaliados. Afinal de contas, a energia não é mais a mesma.

Inchaço nos pés e pernas, dores na coluna e nos calcanhares e aquela dor de cabeça nos fazem lembrar do melhor da festa e do quanto abusamos da bebida e da dança. A falta de uma boa noite de sono compromete todo o nosso “day after”.

Mesmo com o passar dos anos não deixo de aproveitar as muitas festas que costumo ir. Bebo água, tiro um sono, faço um escalda pés e sigo em frente.

Bjs

Nanda

Ressaca do carnaval

14 fev

Não estive presente, não vi, não brinquei. E confesso que este foi o primeiro ano que não fiquei saudosa. A minha querida Ivete não participou então, resolvi imitá-la.

Mas ouvi dizer “que o tiro foi um arraso”! Que “sambaram na cara das inimigas e desfilaram com as amigas”!

A “malandra estava louca e brincando com o bumbum. An an, tutudum, an an”! “Descia e quicava até o chão, rebolando gostoso”!

Era um tal de “ela joga a bunda, ela joga a bunda”, e de quadradinho para lá e para cá. Eu só sei que a Queen Vitrar mandou sarrar e dançar.

O traje escolhido era o “shortinho bem coladinho, safado e bem descaradinho.” E, assim, a “polpa da bunda” ficava à mostra e todos olhando. “Elas querem provar que o bumbum não ficou em casa”.

As mulheres “hipnotizaram Leo Santana e Xandy com seus rebolados. Era um tal de “Bumbum sobe, bumbum desce e de bumbum carente”.

O carnaval não é “baile só para inocentes”, muito menos para as santinhas. Os rapazes só “reparando as novinhas descerem”. E querendo mandar veneno para enlouquecer as novinhas”.

Não importava a bebida: “whisky com tequila e chandon”, o que importava mesmo era estar “sarrando e mexendo até o chão. Sarrando ham ham ham ham”!

Este foi mesmo o carnaval do bumbum! Melhor eu ir malhar para mantê-lo durinho!

Bjs

Nanda

Cachaça não é água

14 jan

2015/01/img_3753.jpgVocê pensa que cachaça é água???? Eu não penso, não.

O problema é que, às vezes, ela desce feito água e o resultado não é legal. Vexame na certa! Quando a bebida é além da conta, ou não cai bem no nosso estômago, a ressaca é absurda. Dores no corpo, na cabeça, enjôo e a promessa de que não beberei novamente, nunca mais.

Se a bebida é boa, a ressaca é menor, mas se a bebedeira não inclui uma bebida de boa qualidade, estamos ferradas. E haja água para curar o mal estar!

Ah! Por que será que estou escrevendo sobre isso??? Nem sei, viu!

Bjs

Nanda

O dia seguinte

6 nov

imageO dia seguinte de uma festa, de um evento importante, da entrega de um trabalho, uma prova deveria ser considerado feriado afinal de contas, tirar um grande peso das costas é motivo de comemoração.

Mas, no dia seguinte, quando o efeito da adrenalina passa, sentimos o corpo imageparalisar, a preguiça tomar conta, o cérebro em câmera lenta e a vontade de fazer nada supera o nosso bom senso.

imageO dia seguinte é o dia perfeito para não levantar da cama, não tirar a camisola, deixar a casa bagunçada, não pentear os cabelos e, se duvidar, esquecer até de escovar os dentes. A perfeição se completa se conseguimos assistir um filme comendo brigadeiro na panela, debaixo do edredom.

Ai que vontade!!!!

Bjs

Nanda

Ressaca do carnaval

13 fev

carnaval6

Depois de tanta mão na cabeça e na cinturinha, resta-nos o descanso. Nem mamãe e nem papai vão fazer nada nessa quarta-feira de cinzas.

Vou dar um tempo na dança e na coreografia. Não quero saber nem de dançar largadinho. Vou curtir a minha maresia.

Chega de ziriguidum! Chega de tanto rebolado! Nada de balançar pra lá e pra cá.

Olha quem tá chegando aí (Tá tá tá tá ), pra fazer chorar sorrir!!!!!! É o ano de 2013 que acabou de começar. Quero liberdade pra fazer o que quiser. Pego a p…. do meu juízo e sigo com minha rotina.

E pra cabeça respirar, eu fico na viagem do próximo carnaval voltar.

Até 2014!

Bjs

Nanda

Ressaca

12 fev

ressaca

O meu fígado pede férias……

A cabeça pede muletas…..

O corpo pede cama……

E vcs?

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: