Tag Archives: peso

Peso ideal

7 fev

Sei bem o quão difícil é a manutenção do peso ideal de uma pessoa. As guloseimas são uma tentação para acalmar as nossa ansiedades e, com isso, jogamos fora todo o esforço fitness.

Também sou feita de carne e osso e passo por altos e baixos durante a minha vida. Mas, estabeleci uma meta que procuro cumprir: manter o mesmo peso desde o dia do meu casamento há 20 anos passados. É difícil, escorrego, volto das viagens mais rechonchuda mas, não desisto.

Este ano de 2020 é um ano de muita felicidade para mim pois, já comecei com o pé direito e em paz com a balança. Nenhuma gordurinha sobrando e muita vontade de continuar assim por todo o ano.

Qual o segredo? Muito fácil!!! Em boca fechada não entra comida. E não adianta tentar inventar a roda. A conta é matemática, precisamos gastar mais do que comemos.

Bjs

Nanda

Dieta

29 out

Tem momentos de nossa vida que chegamos no limite do extra peso. Somos pegas de surpresa e quase queremos jogar a balança pela janela.

Depois de tantas viagens, não poderia ser diferente. Fugi do meu peso completamente. Mas, nada que possa me desesperar. O remédio é amargo mas, o efeito é rápido.

Já decidi, me conscientizei e comecei uma dieta extremamente rigorosa. Estou a base de água e alface e o sobrepeso já está sendo eliminado. Não digo perdido pois não pretendo encontrá-lo de volta.

Estou levando a malhação a sério para que o resultado seja mais rápido. Não tenho paciência para esperar tanto. Minha meta é definida e certeira. Em breve dou notícias da meta atingida.

Bjs

Nanda

Manter a forma no fim do ano. Como?

30 nov
Quero saber a receita para não engordar no final de ano? Por que é tão difícil manter o peso? Como ficar com a boca fechada?
São tantos compromissos, eventos, festas, comemorações e confraternizações que não conseguimos resistir. Afundamos o pé na jaca e nos esbaldamos nas guloseimas e nas bebidinhas! Cada taça de champagne é um brinde. Tudo por uma boa causa. 
Apesar das festas não podemos descuidar da malhação para compensarmos o excesso de calorias ingerida. Mesmo “jacando” temos que maneirar para não embolotarmos. Senão, depois o sofrimento com as dietas serão muito mais doloridos.
As minhas dicas são: controle da ansiedade, beber muita água e só ingerir aquelas calorias que valem à pena. Se a comida não for muito saborosa não vale os quilos ganhos!
Bjs
Nanda

A difícil tarefa de emagrecer

18 out
Quando somos bem jovens nem precisamos nos preocupar com o peso. Gastamos mais calorias do que ingerimos e o corpo está sempre em forma. Mas, à medida que vamos ganhando mais idade, as coisas ficam muitooooooo mais difíceis.
Ainda me lembro da época que meu apelido era Olívia Palito. É claro que eu não gostava mas, a preocupação com o corpo, naquele momento, era nenhuma. Podia comer todas as guloseimas e chocolates que eu quisesse e não fazia diferença. Minha mãe se preocupava com a minha magreza. Já euzinha, não estava nem aí para aquela preocupação.
Com os vinte, trinta e quarenta anos as coisas mudam de figura. O corpo já ganhou formas e curvas, principalmente depois das duas filhotas. Não há corpo em forma se não existir a dedicação com a malhação e a restrição à gula. Hoje, penso duas vezes se quero um brigadeiro ou se deixo de ir à academia. Qualquer deslize pode ser fatal para a balança. E a recuperação do peso ideal é sempre um processo muito penoso.
O verão está aí e os biquínis já estão saltando da gaveta. Não quero nenhuma sobrinha inconveniente aparecendo. Então, let’s go e boca fechada. Dieta já!
Bjs
Nanda

Lacrando a boca

3 jul

Fim de férias e é chegada o tão temido momento de fechar a boca para que o corpo volte ao peso normal.

Quem me conhece de verdade sabe que sou bem exigente comigo mesma e não me permito estar fora do meu peso ideal. Amo férias e viagens e sou louca por doces. Confesso que não resisto a uma panela de brigadeiro. Mas, nenhum prazer é maior que subir em uma balança e não ficar de mal com ela.

Não vivo eternamente de regime. Tenho uma alimentação saudável e bastante comedida. Como de tudo e me permito os prazeres da gula. Uso a lei da compensação para controle do peso. Se hoje eu comi demais, amanhã eu dou uma segurada.

Dietas radicais somente quando retorno das férias para entrar em forma mais rapidamente e, mesmo assim, por um curto período. Ainda bem que amo minhas corridas e não deixo de malhar nenhum dia sequer.

Bjs

Nanda

A dieta recomeça

16 fev

Depois de mais de sessenta dias de só comilança, o estrago está feito. A balança grita, o corpo muda e o arrependimento aparece…

Mas, o que seriam das férias se não pudéssemos ser livres para comer as bobagens que mais gostamos? Se eu não pudesse tomar o meu Champagne predileto? Se não pudéssemos atacar com vontade as guloseimas favoritas?

Fim de férias… fim de guloseimas… fim de bobagens…. um tempo no álcool!

Agora é hora de consertar o estrago, recuperar a forma física, focar na malhação, perder o excesso de peso. Água e alface são o conteúdo principal dos meus pratos a partir de hoje. E nem adianta me dizer que deixe para segunda, a vontade de consertar tudo começa hoje.

Boa dieta para vocês!

Bjs

Nanda

Susto com a balança 

10 fev

Depois de um período de orgia gastronômica, comendo e abusando de todo o tipo de guloseimas. Encarando a segunda-feira como se fosse domingo, terça-feira como se fosse domingo, quarta-feira como se fosse domingo, quinta-feira como se fosse domingo, sexta-feira como se fosse domingo.

Depois de uma overdose de trinta dias à base de champanhe e de pouco exercício físico, imaginei que ganharia uns quilinhos extras.

Mas… não poderia nem sonhar que o susto seria tão grande. 

Gritei, chorei, sofri! A balança me pregou uma peça e a vontade que eu tinha era de jogá-la pela janela. Porém, não podemos chorar pelo leite derramado. Agora é hora de lacrar a boca, voltar a malhar e recuperar a forma perdida.

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: