Conhecendo gente nova

26 ago

Não é todo dia que saímos por aí conhecendo gente nova, interessante, bonita e elegante. Precisamos aproveitar as ocasiões e explorar ao máximo o momento.

Vivemos rodeados de gente de todos os tipos. E, muitas vezes, não temos o prazer de estarmos com pessoas agradáveis durante a maioria do tempo. Então, quando isso acontece precisamos aproveitar.

Não estou querendo dizer que vivo rodeada de gente chata. Kkkkk. Longe disso! Minha vida é até bem interessante nesse aspecto. Mas, simplesmente, tive o prazer de passar um fim de semana bem agradável!

Bjs

Nanda

Intensidade de sentimentos

23 ago

Ainda bem que somos diferentes uns dos outros e encaramos a vida de formas completamente distintas. A maneira como lidamos com os nossos sentimentos varia de pessoa para pessoa, de signo para signo, de situação para situação…

Alguns são práticos e diretos, objetivos e bem racionais. Outros são emotivos, sentimentais, prolixos e cheios de mimimi! Alguns levam a vida saboreando os seus momentos, de forma leve e sem muitas expectativas, outros a carregam como um peso nas costas, querendo planejar cada segundo.

No fim das contas, acredito que o que mais importa é o equilíbrio emocional de cada um para lidar com seus sentimentos, com suas emoções e com os obstáculos da vida. Nada acontece por acaso, e muito menos sem o esforço e a determinação para se conseguir o que deseja.

Bjs

Nanda

Folclore Brasileiro

22 ago

No dia 22 de agosto costumamos comemorar o dia do folclore brasileiro. Mas, o que vem a ser exatamente o folclore? São histórias, lendas, contos ou mitos sobre seres “fantásticos” que vivem na imaginação dos povos das diversas regiões do nosso país. Não só isso, é verdade, mas um conjunto de costumes, danças, brincadeiras e comidas típicas que compõem todo o nosso folclore nacional.

Quem nunca ouviu falar do saci-pererê e suas molecagens? E da cuca que metia medo em muita criancinha? Do lobisomem, do curupira, da mula sem cabeça, da Iara e até do boto que se transforma em homem para engravidar mulheres?

Monteiro Lobato foi um especialista em nós mostrar essas histórias com o seu maravilhoso Sítio do Picapau Amarelo. Inesquecível para mim!

E que hoje essas histórias sejam lembradas e divulgadas para que consigamos perpetuar o nosso folclore!

Bjs

Nanda

Priorizando a vida

21 ago

Tem gente que perde tempo pensando em bobagens, criando problemas onde não deveriam existir e se importando demais com a vida alheia. Deixam o peso do mundo sobre as costas e deixam de viver suas próprias vidas para viverem aquela vida que não é sua.

Não estou aqui dizendo nada a ninguém, estou apenas falando para o público em geral mas, vejo muitos exemplos bem próximos e não consigo ajudá-los a enxergar que seus caminhos seriam muito mais fáceis sem a nuvem negra que carregam por cima de suas cabeças.

Cuido de mim, de minha vida e dou as orientações para minhas filhas cuidarem das suas. Não estou aqui para carregar ninguém no colo e, muito menos, guiar por cada caminho que tenham que escolher. Que sigam, que caiam, que se levantem, que aprendam, que se fortaleçam e se resolvam.

“Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim…”!

Bjs

Nanda

Expectativas

20 ago

Não gosto de criar expectativas sobre ações e gestos de pessoas. Aliás, não gosto de criar expectativas sobre nada nessa vida.

Acho muito ruim quando ficamos imaginando como será o comportamento de uma pessoa ou esperamos alguma atitude que não acontece. A decepção é dilacerante.

Costumo preparar os meus familiares e amigos para que não criem expectativas sobre mim. Sou de lua, dependo do meu humor, faço o que me dá na telha e não me importo muito com as expectativas alheias.

A vida vivida de forma mais leve é muito melhor!

Bjs

Nanda

Falsidade das amigas

19 ago

Desde pequena somos ensinadas a conviver com colegas e amigos mas, nem sempre essa convivência é tão pacífica e harmônica. Muitas vezes, precisamos aprender que a realidade é mais crua e dura do que gostaríamos.

Vejo um certo conflito entre as amizades das crianças e adolescentes, especialmente, meninas. Existe um certo grau de ciúmes, de fofoca, chegaria a dizer até que há pitadas de crueldade.

Até que elas criem as suas personalidades, desenvolvam suas capacidades de entendimento sobre o meio em que vivem e reforcem suas “auto estimas”, um certo sofrimento paira no ar. Tudo é uma questão de aprendizagem e crescimento.

Quem disse que é fácil?

Bjs

Nanda

Dormindo em pé

16 ago

Sou uma pessoa diurna. Conte comigo para o que der e vier desde as cinco horas da manhã mas, já não sou mais ninguém as dez da noite.

Passo vergonha, durmo em pé, fecho os olhos. É mais forte que eu! Não resisto.

Na semana passada estava na casa de uns amigos e a noite estava super agradável. Bastou uma taça de vinho e o fim do jantar para eu cochilar ainda na mesa. Não tinha palito de fósforo que segurassem as minhas pálpebras. Morri de vergonha. Quis abrir um buraco e colocar a minha cabeça. Quanta deselegância! O que os amigos devem ter achado? Que a noite estava chata, entediante?

Mal sabem eles que sou do dia, acordo com as galinhas e acabo a minha bateria às 22horas, sem direito a prorrogação.

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: