Tag Archives: comida

Manter a forma no fim do ano. Como?

30 nov
Quero saber a receita para não engordar no final de ano? Por que é tão difícil manter o peso? Como ficar com a boca fechada?
São tantos compromissos, eventos, festas, comemorações e confraternizações que não conseguimos resistir. Afundamos o pé na jaca e nos esbaldamos nas guloseimas e nas bebidinhas! Cada taça de champagne é um brinde. Tudo por uma boa causa. 
Apesar das festas não podemos descuidar da malhação para compensarmos o excesso de calorias ingerida. Mesmo “jacando” temos que maneirar para não embolotarmos. Senão, depois o sofrimento com as dietas serão muito mais doloridos.
As minhas dicas são: controle da ansiedade, beber muita água e só ingerir aquelas calorias que valem à pena. Se a comida não for muito saborosa não vale os quilos ganhos!
Bjs
Nanda

Comeu eu e Raimundo, comeu todo mundo

17 jul

Nem Jesus Cristo agradou a todos. Quando vivemos em comunidade fica difícil atender a todas as solicitações e agradar todos os gostos. Não é possível que uma só pessoa consiga essa grande realização.

Em uma família a dificuldade é a mesma. Nenhuma mãe consegue agradar todos os filhos. Na verdade, não consegue nem agradar integralmente ao marido.

Cada um tem seu próprio gosto e preferências. A hora do almoço é considerada como um teste de sobrevivência. Um gosta de macarrão ao dente, o outro de macarrão mais mole, um gosta de carne mal passada, o outro de carne extra bem passada.

Não existe um único cardápio que agrade a todos. Ou seja, não há santo que resolva a situação. Por isso, repito comigo: “Comeu eu e Raimundo, comeu todo mundo!

Bjs

Nanda

São João

25 jun

A festa de São João é uma das minhas preferidas durante o ano. Gosto do clima de interior, das roupas típicas e até da fumaça das fogueiras.

Desde pequena me fantasiava de caipira e remexia ao som do forró. Ainda hoje, este é o meu ritmo favorito para dançar, especialmente o mais tradicional deles, o arrasta pé.

Fogos de artifício e fogueira são itens que me lembram a infância. Era uma fogueira tão grande que levava dois dias para queimar. Nos esquentávamos ao seu lado e aproveitávamos para assar milho jogando conversa fora com amigos.

A comida típica é um assunto à parte. É impossível não engordar depois de tanto amendoim e canjica. Os bolos de carimã (meu preferido), milho e tapioca enchem os olhos e dão água na boca a qualquer pessoa. E para esquentar o corpo, umas doses dos mais variados licores.

As crianças se divertem com os traques de massas, chuvinhas e as bombas traque. Os mais velhos aproveitam o momento para queimar um vulcão ou uma espada. O céu fica mesmo bem iluminado.

Esse ano estou longe de todas as comemorações mas, por telepatia, estou tomando uma dose de licor e comendo uma fatia de bolo de carimã. Quem me acompanha?

Bjs

Nanda

Dia de mercado

26 maio

Há quem goste de ir ao mercado todos os dias mas, eu, simplesmente, detesto. Acho uma perda de tempo ficar escolhendo itens, colocando no carrinho e aguardando horas para pagar.

Então, escolho um dia no mês para o grande sacrifício e me preparo psicologicamente para a tortura.

Lista pronta, afinal de contas não sou computador para decorar todos os itens que estão faltando, e mãos à obra.

Dois carrinhos lotados, pés cansados, tempo gasto e muita correria para encontrar todos os itens necessários. Uma verdadeira maratona para manter a família alimentada por uma semana.

E o resto do dia esgotada, mortinha com farofa e inutilizada para fazer qualquer coisa extra.

Bjs

Nanda

Comilança dos almoços em família 

18 abr

Sei que o fim de semana foi de reflexão. A paixão de Cristo é um momento parta-se pensar no sofrimento de Jesus por nós. E a Páscoa significa renovação e renascimento. Mas, nenhum desses sentimentos impede que as reuniões familiares sejam regadas a muita comida.

Tudo começa com o pretexto de entregar ovos de Páscoa para as crianças. Vamos nos encontrando, abrimos um vinho, depois outro. Nesse meio tempo vários petiscos são servidos. Na hora do almoço uma mesa farta será servida.

Milhões de sobremesas servidas, doces que engordam até em pensamentos. Lambo os beiços só em lembrar. Quantas delícias!

E a farra continua depois do banquete. Docinhos para lá, cafezinhos para cá, sequilhos acolá.

Foi-se o fim de semana e o sentimento de culpa ficou. Dieta já para que as gordurinhas não se acostumem no nosso corpo.

Bjs

Nanda

Experiência gastronômica 

3 mar

Adoro experimentar novos sabores, variar os restaurantes, testar outros pratos. Já frequentei os mais variados restaurantes, de diversas especialidades e já tive grandes surpresas.

Mas, resolvi experimentar um especialista em comida internacional e molecular. Queria descobrir que tal de comida molecular é essa!

Simplesmente, AMEIIIIIIIII!!!!!!

Fica difícil explicar a concentração de tantos sabores em porções tão pequenas. Fica difícil entender como uma saborosa caipirinha pode estar contida em uma simples bolinha gelatinosa. Ou ainda, como o sabor de uma feijoada pode estar em um simples pãozinho.

Foram gostos, cheiros e sensações que me proporcionou uma noite gastronômica inesquecível. Recomendo a todos que não deixem de ir no Restaurante Poco Tapas em Curitiba. Podem conferir.

Bjs

Nanda

Enfim, férias!

5 jan

Começa um novo ano e, o melhor da festa se inicia junto com ele: FÉRIAS!!!!

As tão sonhadas férias de verão começaram….

Vou ficar com os pés para cima, descansando, vou aposentar as sandálias e curtir os pés descalços, a pouca roupa e raros acessórios. 

Não quero saber de problemas, afinal de contas férias é férias e as preocupações devem ficar guardadas na gaveta.

Outra parte boa das férias é a comilança geral. É hora de afundar o pé na jaca, comer sem culpa, tomar todas e ganhar uns quilinhos. Prometo que vou dar as minhas corridinhas e fazer uns exercícios para não voltar tão “balofinha “!

Feliz férias para todos vocês!

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: