Tag Archives: Machismo

Machismo

13 jun

Não aguento quando estou entre amigos e ainda escuto algumas asneiras do tipo: “a mulher precisa se preservar”, “ mulher não é igual a homem”, “desse jeito não vai arrumar marido”.

Estamos em pleno século vinte e um e as mulheres ainda têm um longo caminho a percorrer na busca pela igualdade. Vejo a juventude de hoje mais cabeça aberta e com menos preconceitos mas, ainda têm o ranço da criação dos pais.

Acredito na plena igualdade entre mulheres e homens, na capacidade de fazerem as mesmas coisas obtendo resultados iguais. É claro que não estou falando da força do corpo! Essa não será igual, nunca!

Apoio a liberdade de decisão das mulheres em se relacionarem com quem quiserem, em se deitarem com quem quiserem, em jogarem para o alto o relacionamento abusivo que tiverem. É aí que reside a igualdade de direitos e a tão sonhada sociedade que desejamos.

Sou feminista, sim! E criei as minhas filhas para que ocupem seus lugares nesse mundo. São feministas, também. Aliás, se todos soubessem o significado correto da palavra, todos seriam!

Bjs

Nanda

Atualidade

23 maio

Confesso que tenho medo do exagero dos “ismos” que assolam o mundo. Tenho medo do machismo, feminismo, racismo e ostracismo… Devo ter medo de mais “ismos” que nem lembro por agora.

Sempre acreditei que tudo demais é sobra…

Em pleno século XXI não cabe mais falar de racismo quando temos um presidente negro eleito nos Estados Unidos e uma plebeia negra na linha sucessória do trono inglês.

Será que ainda cabe falar de feminismo quando já tivemos uma presidente mulher no nosso país e, também, ao redor do mundo? Quando já assumimos cargos de poder em todos as áreas de atuação?

Agora, o machismo ainda é, de fato, uma realidade. E cabe a nós, mulheres, colocarmos os homens nos seus devidos lugares. Muitos deles já dividem as tarefas domésticas de forma igual com suas mulheres e isso é uma enorme evolução.

Somos mulheres “empoderadas” (detesto este termo pois acredito que o poder não traz crescimento para ninguém) e capazes de dominarmos o mundo. Devemos lembrar que desde a década de 80, Lady Di se recusou a obedecer ao marido e as demais princesas seguiram o seu exemplo.

Que venham tempos de menos “ismos” para a nossa felicidade.

Bjs

Nanda

Contrato de professores – 1923

7 jun

Vejam como era o contrato entre professoras e escolas no início do século.

“Este é o acordo entre a Senhorita “Ana”, professora, e o Conselho de Educação da Escola “Raio de Luz”, pelo qual a Senhorita Ana se compromete a dar aulas durante um período de oito meses, a partir de primeiro de setembro de 1923. O Conselho de Educação se compromete a pagar a senhorita Ana a quantia de $75 mensais.

A senhorita se compromete a: 

1. Não se casar. Este contrato ficará automaticamente anulado e sem efeito se a professora se casa.

2. Não andar na companhia de homens. 

3. Ficar em sua casa entre às 8h da noite e 6h da manhã, a não ser que seja para atender uma função escolar.

4. Não passar pelas sorveterias do centro da cidade.

5. Não abandonar a cidade sob nenhum pretexto, sem permissão do presidente do conselho de delegados.

6. Não fumar cigarros. Este contrato fica automaticamente anulado e sem efeito se a professora for encontrada fumando.

7. Não beber cerveja, vinho ou uísque. Este contrato fica automaticamente anulado e sem efeito se a professora for encontrada bebendo cerveja, vinho ou uísque. 

8. Não viajar em carruagem ou automóvel com qualquer homem que não seja seu irmão ou seu pai.”

Imagina que absurdo!!!

Bjs

Nanda 

Machismo no trânsito 

29 mar

É verdade que, pouco a pouco, as mulheres estão buscando o seu lugar na sociedade. Já ocupam cargos de diretoria e presidência, muitas são as cabeças da família e já são maioria nas universidades.

Porém, ainda buscam igualdade salarial quando ocupam as mesmas funções é uma divisão igualitária das tarefas domésticas.

Mas, no trânsito, ainda sofrem todo o tipo de preconceito: “mulher no volante, perigo constante”, “mulher não sabe dirigir”, “mulher só usa o retrovisor para passar batom”…

Me garanto como uma excelente motorista mas, ainda vejo homens ficarem muito zangados quando eu ultrapasso, dou uma arrancada mais veloz ou não permito que eles ultrapassem. Observo as caras de bravo e muitos optam pela vingança, querendo apostar corrida ou me fechando e bloqueando a minha passagem. 

Me divirto com a competição e sigo em frente com minha maturidade. Não perco tempo com corridas ou com cara feia. Sigo em frente ao meu destino!

Um dia chegaremos lá!

Bjs

Nanda

Guia da esposa ultrapassada

26 out

Em maio de 1955, a revista Housekeeping Monthly publicou um artigo chamado “o guia da boa esposa”, que ditava o que a mulher deveria fazer para ser boa com seu marido e filhos.

1. Tenha o jantar sempre pronto. Planeje com antecedência. Esta é uma maneira de deixá-lo saber que se importa com ele e com sua necessidades.

2. A maioria dos homens estão com fome quando chegam em casa, e esperam por uma boa refeição (especialmente se for seu prato favorito), faz parte da recepção calorosa.

3. Separe 15 minutos para descansar, assim você estará revigorada quando ele chegar. Retoque a maquiagem, ponha uma fita no cabelo e pareça animada.

4. Seja amável e interessante para ele. Seu dia foi chato e pode precisar que o anime e é uma das suas funções fazer isso.

5. Coloque tudo em ordem. Dê uma volta pela parte principal da casa antes do seu marido chegar. Junte os livros escolares, brinquedos, papel, e em seguida, passe um pano sobre as mesas.

6. Durante os meses mais frios você deve preparar e acender uma fogueira para ele relaxar. Seu marido vai sentir que chegou a um lugar de descanso e refúgio. Afinal, providenciando seu conforto, você terá satisfação pessoal.

7. Dedique alguns minutos para lavar as mãos e os rostos das crianças (se eles forem pequenos), pentear os cabelos e, se necessário, trocar de roupa. As crianças são pequenos tesouros e ele gostaria de vê-los assim.

8. Minimize os ruídos. Quando ele chegar desligue a máquina de lavar, secadora ou vácuo. Incentive as crianças a ficarem quietas.

9. Seja feliz em vê-lo. O receba com um sorriso caloroso, mostre sinceridade e desejo em agradá-lo. Ouça-o.

10. Você pode ter uma dúzia de coisas a dizer para ele, mas sua chegada não é o momento. Deixe-o falar primeiro, lembre-se, os temas de conversa dele são mais importantes que os seus.

11. Nunca reclame se ele chegar tarde, sair pra jantar ou outros locais de entretenimento sem você. Em vez disso, tente compreender o seu mundo de tensão e pressão dele, e a necessidade de estar em casa e relaxar.

12. Seu objetivo: certificar-se de que sua casa é um lugar de paz, ordem e tranquilidade, onde seu marido pode se renovar em corpo e espírito.

13. Não o cumprimente com queixas e problemas.

14. Não reclame se ele se atrasar para o jantar ou passar a noite fora. Veja isso como pequeno em comparação ao que ele pode ter passado durante o dia.

15. Deixe-o confortável. Faça com que ele se incline para trás numa cadeira agradável ou deitar-se no quarto. Dê uma bebida fria ou quente pronta para ele.

16. Arrume o travesseiro e se ofereça para tirar os sapatos dele. Fale em voz baixa, suave e agradável.

17. Não faça-lhe perguntas sobre suas ações ou que questionem sua integridade. Lembre-se, ele é o dono da casa e, como tal, irá sempre exercer sua vontade com imparcialidade e veracidade. Você não tem o direito de questioná-lo.

18. Uma boa esposa sabe o seu lugar.

E aí, quem vai seguir?

Bjs

Nanda 

Sociedade machista

9 abr

imageQue a nossa sociedade é machista ninguém duvida mas, ficamos muito surpresos com o resultado de uma pesquisa de opinião recente sobre o estupro. O resultado do que pensam homens e mulheres foi estarrecedor!!!!!!

O estupro independe da forma como a mulher se veste ou se comporta senão, não haveria casos nas sociedades antigas e nos países de cultura islâmica. Porém, o resultado da pesquisa nos levou a crer que a maioria da nossa população acreditava nassa bobagem.

Em que tempo estamos para ficar pensando no tamanho da saia, do biquíni ou do vestido?

Ainda bem que o erro foi reconhecido e que a maioria pensa justamente o contrário. Mas, de fato, ainda existe uma grande parcela da população que tem a mentalidade pré-histórica. Ou seja, ainda temos muito para evoluir.

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: