Tag Archives: racismo

Dia da consciência negra

20 nov

Dia 20 de novembro é o dia institucionalizado para a comemoração da consciência negra.

Acredito que essa data já foi necessária quando não havia a igualdade entre os povos mas, nos dias de hoje, sou adepta da igualdade sem distinção.

Prefiro muito mais que não tenhamos dia algum para lembrar das barbaridades que fizemos com os negros no nosso país do que ter um dia para nos fazer lembrar desses feitos a todo momento.

Prefiro que as oportunidades sejam iguais independente de cor e não haja necessidade de priorização por cotas, lembrando ainda mais a diferença de cor.

Preferiria que o dia fosse designado para o dia da igualdade social. Seria muito mais compatível com o século em que vivemos.

Bjs

Nanda

O que a baiana tem?

18 fev

Toda baiana tem pano da costa, torso de seda, bata rendada e saia engomada. Já faz parte da história, das tradições e costumes do nosso estado.

É muito comum contratarmos baianas para fazerem a recepção de festas e eventos. Dessa forma podemos mostrar um pouco da cultura local e das belezas do nosso estado. Tudo isso sem falar no nosso patrimônio saboroso: o acarajé, vatapá, caruru e abará.

Não entendo os motivos de tantos comentários maldosos em uma festa que tinha tudo para ser linda. Baianas e cadeiras para que elas mesmas pudessem sentar e descansar foram mal interpretadas por um povo invejoso e cheio de rancor.

Conto os dias para que o racismo realmente deixe de existir e as pessoas deixem de se preocupar com a cor da pele. Mas, que a história e a cultura sejam respeitadas acima de tudo.

Bjs

Nanda

Dia da consciência negra?

20 nov
Oi???
Até quando vamos fazer questão de fazer diferença entre as cores das peles? Branca, amarela, vermelha, marrom, preta… Que diferença faz???
Estamos em pleno seculo vinte e um e ainda nos preocupamos com certas coisas inerentes ao século passado e o racismo é uma delas. Tanto faz a cor da pele. Isso não influi na inteligência e na capacidade de desenvolvimento de atividades.
No meu entendimento, manter comemorações especiais em função da cor da pele ou prioridades especiais só reforça a discriminação e o racismo. Sou a favor do investimento em oportunidades iguais para todos e que vença o melhor.
Da mesma forma, vejo as disputas para provar a capacidade das mulheres uma perda de tempo nos dias atuais. Nós, mulheres, já provamos nossa capacidade e nossa igualdade perante os homens. Inclusive, muitas de nós escolhemos fazer o caminho oposto e regressar para tomar conta do lar e dos filhos, por pura opção.
Enfim, essa defesa de classes já está fora de moda e completamente desnecessária, na minha opinião.
Bjs
Nanda

Atualidade

23 maio

Confesso que tenho medo do exagero dos “ismos” que assolam o mundo. Tenho medo do machismo, feminismo, racismo e ostracismo… Devo ter medo de mais “ismos” que nem lembro por agora.

Sempre acreditei que tudo demais é sobra…

Em pleno século XXI não cabe mais falar de racismo quando temos um presidente negro eleito nos Estados Unidos e uma plebeia negra na linha sucessória do trono inglês.

Será que ainda cabe falar de feminismo quando já tivemos uma presidente mulher no nosso país e, também, ao redor do mundo? Quando já assumimos cargos de poder em todos as áreas de atuação?

Agora, o machismo ainda é, de fato, uma realidade. E cabe a nós, mulheres, colocarmos os homens nos seus devidos lugares. Muitos deles já dividem as tarefas domésticas de forma igual com suas mulheres e isso é uma enorme evolução.

Somos mulheres “empoderadas” (detesto este termo pois acredito que o poder não traz crescimento para ninguém) e capazes de dominarmos o mundo. Devemos lembrar que desde a década de 80, Lady Di se recusou a obedecer ao marido e as demais princesas seguiram o seu exemplo.

Que venham tempos de menos “ismos” para a nossa felicidade.

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: