Tag Archives: país

Pais corujas

3 dez
O que mais vejo por aí são “pais corujas”! Daqueles que paparicam suas crias todo o tempo. Que controlam todos os passos dos seus filhotes e, não deixam que eles vivam por si próprios.
Muitos consideram seus filhos os melhores do mundo. São seres super perfeitos, os mais bonitos, os mais inteligentes, os mais educados, os mais mais em tudo.
Não abrem seus olhos para nenhum dos defeitos que eles possam ter. Seus filhos nunca cometem erros, não falham, não cometem deslizes…
Difícil conversar com alguém assim…
Bjs
Nanda

Democracia

15 nov
Que bom que vivemos em um país onde somos livres para expor nossos pensamentos e ideias, onde podemos discutir livremente as nossas opiniões políticas.
Será mesmo?
Não foi o que eu vi durante o último período eleitoral. Vi a intolerância aflorada, a impaciência à flor da pele e um discurso repetitivo com tentativas de convencimento das opiniões alheias. 
Vi a direita e a esquerda se olharem com ódio e como inimigos mortais. Vi pessoas normais quase se transformarem em guerrilheiros com discursos inacreditáveis pelo simples fato de não aceitar que seu candidato não venceu nas urnas.
Vi jovens ultrapassarem limites nos calores das discussões, ainda inexperientes nos seus poucos anos de vida e arcando com responsabilidades que ainda não lhes cabiam.
Vi jovens sendo manipulados enquanto aprendiam e adquiriam conhecimento. Vi repórter deixando a imparcialidade de lado e tomando partido quando não deviam.
Vi escolas com partido quando elas deveriam ser apenas escolas para ensinar o que de fato aconteceu no mundo e estimular os debates e o desenvolvimento do senso crítico dos estudantes. Mas, nunca, definir de que lado eles deveriam se posicionar.
Enfim… vi uma democracia meio torta, meio bamba, meio falsa…
Que nosso país melhore!
Bjs
Nanda

Drogas na adolescência

15 ago

Ainda lembro da minha época de adolescente como o assunto drogas era um tabu. Não tinha nenhum amigo que usasse algum tipo de entorpecente. Não tinha ideia de como eram os efeitos das substâncias. E, pra falar a verdade, não tinha a mínima curiosidade de como seria usar.

Aqueles colegas mais distantes que eram acostumados a usar maconha eram conhecidos pela grande maioria e, se mantinham em suas tribos particulares. Nossos pais diziam que eram más influências para nós. E o pavor de sermos julgados pela sociedade nos mantinha bem distante do tal grupo.

Hoje, fico muito preocupada com a banalização do tema. São muitos os adolescentes que usam essas substâncias. A maconha deixou de ser a droga preferida, exatamente pelo rastro que ela deixa , tais como: cheiro, fumaça e olhos vermelhos.

Agora a moda é a tal da bala ou o doce. São nomes açucarados para os famosos Ecstasy e LSD. Pequenas balinhas coloridas em formatos variados e com um enorme poder de destruição.

Muitos adolescentes passam a usar essas substâncias incentivadora por colegas, animados com as reações iniciais e, totalmente à mercê das consequências, inclusive fatais. São jovens de excelentes famílias, educações tradicionais e fora de qualquer suspeita.

O que devemos fazer para proteger nossos filhos dessa ameaça tão perigosa?!

Bjs

Nanda

Dia dos pais

10 ago

Dizem por aí que os filhos se aproximam mais das suas mães e que as filhas são grudadas com os seus pais mas, eu não consigo tirar uma conclusão sobre o assunto.

Vejo minhas filhas tão grudadas comigo quanto são com o papai. Sou bem próxima da minha mãe e do meu pai. Não vejo grande diferença. Acho que cada um tem o seu lugar no coração e papel na educação.

Todo pai é único e insubstituível. O dia dos pais chega para homenagear aquele que deve estar presente em todos os mais importantes momentos da vida de uma criança. E não só da criança, mas do adolescente e do adulto, também, assim como eu.

Quero desejar um Feliz dia dos Pais a todos os maravilhosos papais desse mundo, especialmente ao meu papai querido do coração e a meu marido, um pai exemplar.

Bjs

Nanda

Teimosia de adolescentes

22 fev

Dizem que a adolescência é a fase mais difícil da vida. E não é que é verdade?!

É uma fase complicada pois nada satisfaz aos jovens. Nunca fazemos o bastante, não atendemos suas expectativas e não recebemos nenhum retorno sobre aquilo que conseguimos realizar.

Eles estão eternamente mal humorados, com respostas na ponta da língua e com a cara mais que emburrada. Se escutam um não, o mundo desaba. Murmúrios de lamentações serão escutados por um longo tempo.

Mas, o pior mesmo é a teimosia. Basta falarmos que é “A” para eles acharem que é “B”. Se dizemos não, estamos alimentando mais ainda a vontade de fazer. Se pedimos com jeitinho, somos totalmente ignorados. Essa teimosia e rebeldia me deixa profundamente irritada.

Até as obrigações com a família são esquecidas. Os favores para os pais só são realizados após muitas brigas e, nunca de bom grado.

Ô fase difícil, viu?!

Bjs

Nanda

República

15 nov

Quinze de novembro é o dia da proclamação da república. Mas, vivo me perguntando o que mudou desde então?

Deixamos de ter um imperador e passamos a ter presidentes. E que tipo de presidentes, viu? Quais deles realmente governaram pensando no melhor para o país? No bem da sua população?

Com a exceção do ex-presidente Itamar Franco, todos os demais, pós regime militar, estão envolvidos em investigações por corrupção. Como isso é possível? Em que país estamos vivendo? Onde foi parar a ética dos nossos políticos?

Comemorar a proclamação da república para passar o que estamos passando? Para assistir de camarote os políticos brincando com o dinheiro público? Para ver os interesses da população sendo deixados de lado?

Será que daqui a cem anos teremos uma república para nos encher de orgulho?

Bjs

Nanda

Independência dos filhos

19 jun

Quando os filhos crescem e vão aprendendo a voar nos deixam de cabelos arrepiados apenas pelo fato de que, em breve, eles deixarão as nossas asas.

Nesse momento, precisamos ficar de olhos abertos, atentos aos movimentos e aguardando o momento de ajudá-los, quando gritarem por socorro. Não podemos fazer todo o esforço por eles senão, estaríamos dificultando o processo de aprendizagem.

Nossa obrigação é prepará-los para a vida, deixando que eles caiam, batam a cabeça e, por fim, aprendam com seus próprios erros. E, consequentemente, construam o seu próprio caminho.

O difícil é conseguir ficar de palanque, observando erros que já cometemos, dificuldades que já superamos e assistindo um processo de amadurecimento que já vivemos.

Essa é a difícil missão dos pais…

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: