Tag Archives: adolescente

Início da adolescência 

5 abr

A organização mundial da saúde determinou que a adolescência é o período da vida compreendido entre os 10 e 20 anos.

Mas, como assim??? Uma criança de dez anos já é um adolescente? Essa é a pergunta que muitas mães se fazem e lutam contra a resposta afirmativa. Se recusam a aceitar que seus filhos cresceram, que estão desgrudando da barra da saia da mãe.

Podemos perceber que nossos filhos cresceram quando o comportamento muda, quando elas não querem mais boneca, nem vestir vestidos de bebês, quando eles já pensam em namoradas e não querem mais cabelos cortados ao gosto das mamães.

Sou testemunha da luta e do desespero de muitas mães que relutam em enxergar os seus filhos crescidos, que não aceitam que o tempo passou, que não encaram a nova fase que está por vir. Mas, como não sou profissional especializada no assunto, assisto de camarote a angústia de cada uma.

Bjs

Nanda

Cumprindo as obrigações 

16 mar

É verdade que todo mundo tem obrigações na vida. Nada cai do céu ou acontece de graça. Todas as conquistas chegam após muito trabalho.

Porém, vejo muitos adolescentes sem compromissos, sem espírito de cooperação e sem consciência de que são parte de uma sociedade. Não querem assumir nenhum tipo de responsabilidade e não se oferecem para nenhum tipo de ajuda.

Se recusam a cumprir simples tarefas tais como: passeio e cuidados com o cachorro, tirar e colocar a mesa, arrumação do quarto, compras, pendurar roupas no varal, lavagem de louça, etc.

Não fui criada assim e não admito gente ociosa dentro de casa. Para o bem estar de todos é preciso de uma colaboração mútua e bom senso.

Bjs

Nanda 

Farda de adolescente 

15 mar

Quem tem filho adolescente deve passar os mesmos “perrengues” que eu passo. Posso investir milhões em um guarda-roupa variado para a menina e nada adianta. As escolhas são sempre as mesmas.

Eles resolvem sair em grupos e as roupas estão sempre padronizadas. Todas vestem um tipo de farda composta de shorts “piriguete” e blusa curta. Não importa o horário ou evento, a roupagem é a mesma.

Ainda me lembro das recomendações de minha mãe com relação ao traje adequado a cada ocasião. Sabíamos muito bem que tipo de roupa combinava com que evento. Festas à noite e shorts eram totalmente incompatíveis. 

Confesso que estou meio cansada de repetir as mesmas palavras, fazer as mesmas observações e reclamar do mesmo comportamento. Já esgotei a minha paciência tentando ensinar um pouco de elegância e bom comportamento a minhas filhas e constatar que todos os meus argumentos entram por um ouvido e saem pelo outro. Será que elas escutam o que eu falo?

Bjs

Nanda 

Quarto de adolescente 

14 mar

O quarto de um adolescente é o seu universo particular. Ninguem entra, ninguem mexe em nada, ninguem dá palpite.

O ambiente é restrito ao seu acesso, portas fechadas e música alta. Quando conseguimos permissão para entrar nos surpreendemos com a bagunça que eles conseguem fazer. Roupas espalhadas, livros e papéis para todos os lados e um cheiro de chulé insuportável.

Às vezes, prefiro nem entrar para não me irritar. Costumo usar as festas como moeda de troca para a organização do quarto e, muitas vezes, questiono se a hospedagem está boa. 

Fico angustiada com a distância que eles nos impõem, nos deixando de lado, vivendo de forma isolada, com pouca participação na família.

É claro que esse comportamento é característico de uma fase e um dia tudo irá melhorar. Esse é o meu grande consolo.

Bjs

Nanda

Paquera de adolescentes 

30 jan

É muito engraçado quando observamos um grupo de adolescentes paquerando entre si. Eles ainda não sabem bem o que querem, nem como agir.ficam inseguros quanto ao comportamento ideal ou quais atitudes devem tomar.

É claro que não existe uma cartilha ensinando o bê a bá da azaração. Ninguém jamais explicou para esses jovens os passos ideais para começar uma paquera. Como saber o que dizer, como sorrir, onde colocar as mãos. Tudo é novo e sem um rumo definido.

Uns se divertem e falam à vontade, alguns ficam tímidos e não abrem a boca, outros fogem e desviam o olhar. Cada um no seu estilo. A realidade é que, de qualquer jeito, eles aprendem e vão adquirir experiência para se tornarem mestres na arte de sedução um dia.

Mas, que me divirto observando, isso é verdade!

Bjs

Nanda 

Sonhos adolescentes 

27 jul


Adolescentes são sempre sonhadores. Ainda não sabem o que serão no futuro e, portanto, sonham com tudo o que querem e bem entendem.

O problema consiste na realização dos sonhos mais difíceis, às vezes quase impossíveis. Afinal de contas, os adolescentes de hoje querem o mundo, o sol, o céu e a lua. Os seus desejos não tem fim.

Eles insistem, discutem, argumentam e não desistem. Quando querem algo chegam a ser chatos. Muitas vezes nos vencem pelo cansaço ou quando nos pegam distraídos e respondemos sem pensar.

Precisamos ter sabedoria para educar e impor os limites necessários para que eles se tornem adultos de caráter.

Bjs

Nanda 

Adolescentes mal humorados

26 jan

  
Não sei o que acontece com os adolescentes de hoje mas, vejo um mau humor generalizado, uma insatisfação total com as coisas e uma dificuldade enorme de comunicação com os pais.

Não posso dizer que desisti de tentar entender a minha filha mas, confesso que é algo bem distante da minha realidade pois, por mais que eu tente, nunca consigo agradar. Se compro uma roupa, é brega e eu não sei escolher, se não compro, eu não faço nada para ela. Se deixo a mala para ela fazer, eu não a ajudo mas, se eu faço, coloco roupas demais nessa “bagaça “.

Ainda fico meio atordoada com o vocabulário empregado. O que será que ela quis dizer com essa “bagaça”?

Enfim, o fato é que conversando com mães de adolescentes, vejo que a maioria passa pelo mesmo problema. E ninguém sabe como resolver. 

Bjs

Nanda 

Filha independente 

6 jan

  
É difícil aceitar quando os filhos crescem e não dependem mais de nós. Fico de boca aberta quando lembro que a minha filhota nasceu outro dia e, hoje, já busca alguns vôos solo.

A menininha cresceu, está uma mocinha já fez as malas para viajar. Ó Deus, ó céus! Como aceitar que ela vai ficar longe por duas semanas? O que faço com a saudade? 

Será que ela vai saber se cuidar? Vai escovar os dentes? Vai tomar banho na hora certa? E a comida? Vai comer feijão? Vai tomar um bom café da manhã? Vai se alimentar direito?

E a bagunça do quarto? E a mala? Será que vai tomar conta direito das roupas?

No fundo, tenho certeza que ela vai se cuidar direitinho. Afinal de contas, ensinei tudo com muito carinho.

Bjs

Nanda 

Sonhos dos filhos

9 out

  
Todos os dias eu tenho que escutar por aí os desejos das minhas filhas. Aparece cada sonho que, Deus nos acuda! A cada dia surge um novo desejo.

Como mãe coruja, tento realizar a maioria deles. Mas, também é meu dever deixar de realizar alguns para que o devido valor seja dado. É importante que elas saibam que nem tudo é possível e, que na vida, tudo deve ser conseguido com bastante esforço. 

 

Fico imaginando como será a vida futura daqueles que estão acostumados a ter todos os seus sonhos realizados sem precisar fazer muito esforço para isso. Que tipo de adulto eles se tornarão? E pior ainda, quando deixarem de conseguir algo, como se sentirão?

Talvez este seja o motivo de ver que muitos jovens estão entrando em depressão por não conseguirem obter o sucesso tão sonhado. Espero que eu consiga mostrar a realidade para as minhas pequenas de forma que elas consigam realizar seus próprios sonhos sozinhas.

Bjs

Nanda 

Pré – adolescência 

8 out

  
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os limites da adolescência estão entre 10 e 19 anos. Mas, o que podemos dizer de uma criança entre 8 e 10 anos? Será que existe o termo pré – adolescente?

As nossas crianças estão cada vez mais avançadas e amadurecidas que a expressão “pré-adolescência ” passou a existir de fato e caracteriza os pequenos, a partir dos 8 anos. Sim….. Oito anos, mesmo!

Para quem acha que a menininha de 8 anos ainda é um bebê está bastante enganado. Essa fase chega de repente e nos transforma de super- mães a senhoras que não sabem nada. Eles passam a serem os donos da verdade e, então começa, também, as variações no humor, modificações hormonais e os carrinhos e bonecas são deixados para trás.

Daí para frente nada volta a ser igual. O jeito é encarar de frente o crescimento e desenvolvimento do pequeno, que, já, já, não será mais tão pequeno assim. E tomar coragem para aguentar a pior fase que ainda está por vir: a famigerada “aborrescência “! 

Bjs

Nanda 

%d blogueiros gostam disto: