Tag Archives: problemas

Deus da o frio conforme o cobertor

21 jul

A vida é feita de momentos felizes e de momentos difíceis. O caminho que seguimos não é cheio de flores, encontramos pedras, espinhos e muitos obstáculos.

Eu acredito no ditado popular que diz que “Deus dá o frio conforme o cobertor”. Vejo muita gente reclamar dos problemas que aparecem em suas vidas, achando que o mundo está se acabando, é que Deus está sendo muito severo com eles.

Nunca vi ninguém morrer por causa de problemas. Os problemas podem ser empurrados com a barriga, se embolando como bola de neve por falta de atitude das pessoas.

E não há quem tenha mais ou menos problemas. Todo mundo tem alguma coisa a resolver, a tirar o sono, a perder o apetite. A diferença que existe é que alguns tratam logo das dificuldades e buscam as soluções e outros, se lamentam, se descabelam, choram e reclamam por não ter tido melhor sorte.

Eu faço parte do primeiro grupo. E vocês?

Bjs

Nanda

#nandabahia #nandabahia74 #nandabahia.com #pessoas #problemas

Crises da adolescência

29 maio

Não existe um período mais confuso na vida da gente que a fase da adolescência. Durante este tempo, ainda não somos adultos e nem somos mais crianças. Temos um mundo inteiro para descobrir e já queremos vivê-lo intensamente.

Temos o poder de somatizar e enfatizar cada probleminha, transformando simples chuva em verdadeiros temporais, meras brisas em grandes furacões. Mas, também somos mestres no poder da calmaria e em colar todos os pedaços.

Tretas entre amigos, ciúmes entre namorados, disse me disse entre colegas, tudo faz parte dessa fase inesquecível das nossas vidas. Devemos mesmo vivê-la intensamente pois quando ela se vai, a maturidade chega com todas as obrigações que a vida exige.

Vejo minhas filhas vivendo essa fase, vibro junto com elas com os momentos de alegrias e sofro suas tristezas também. Se pudesse, resolveria todos os seus problemas em um piscar de olhos. Mas, quem disse que a vida deve ser fácil assim?!

Bjs

Nanda

Meus problemas, seus problemas…

22 mar

Na maioria das vezes as pessoas buscam atenção e carinho das outras pois se acham injustiçadas e que seus problemas são maiores que os das outras pessoas.

Mas eu acredito muito no ditado que diz: “Deus dá o frio conforme o cobertor.” Eu não acho que alguém carregue um peso maior que aquele que possa suportar.

Sou uma pessoa reservada e não gosto de ficar compartilhando meus problemas com ninguém. Tento resolvê-los da melhor forma possível, incomodando os outros o mínimo possível.

Não tenho paciência para ficar ouvindo problema de A, B ou C nos meus ouvidos desde a hora do café da manhã. Cada um com os seus e fim de papo. Que mania que as pessoas têm de se lamentar, de reclamar, de chorar por tudo. Acho isso um verdadeiro porre.

Tem gente que não entende e acha que nossos ouvidos são penicos para ouvirmos todos os tipos de lamentações. Detesto! Quando chego no trabalho, meus problemas ficam em casa e sou só sorrisos. As pessoas nada tem a ver com aquilo que estou passando. Elas só esperam o melhor de mim e é isso que terão!

Bjs

Nanda

Cair a ficha

26 set

Às vezes, a vida nos surpreende com situações maravilhosas ou outras, nem tão boas assim. A reação das pessoas pode se dar de várias formas, também, algumas gritam, umas choram, outras se paralisam sem reação. Há, também aquelas que não se importam e seguem seu rumo como se nada tivesse acontecido.

Já vivi e passei por diversas situações com as mais variadas reações. Na adolescência, reagia de forma mais fervorosa e incontida. Na maturidade, essas reações são mais disfarçadas até mesmo como forma de proteção.

O que acontece na grande maioria das vezes é que só vou absorver o acontecimento algumas horas depois, ou até dias. O momento passa, a revelação fica e a reação ninguém vê… Coisas de quem não vê a ficha cair no momento certo.

Bjs

Nanda

Inferno astral

6 jul

  

Será que realmente existe o inferno astral? Por que será que vivemos momentos tão difíceis em que tudo começa a dar errado?

É claro que eu sei que a vida não é um mar de rosas. E nem teria graça se fosse… Mas, se ver em uma avalanche de problemas também não é muito agradável. Já diziam os mais antigos que uma tragédia sempre vem acompanhada.

Geralmente, quando um eletrodoméstico quebra, outros quebram logo em seguida. É sempre assim na minha cozinha. Da última vez, tudo começou com a adega, passou pela geladeira, continuou pelo microondas, foi acompanhado da pipoqueira e ainda não sei aonde vai parar.

De qualquer forma, o primeiro semestre acabou, outro começou e, assim espero que com o pé direito eu tenha começado. Estou torcendo e rezando para que as nuvens cinzas voem para bem longe!

Bjs

Nanda 

Cara feia nem sempre é fome

18 out

imageMuitas vezes estamos de cara feia sem sentir mas, com certeza, algo nos incomoda. Geralmente, não é a fome o motivo da nossa insatisfação mas, algo mas profundo e de difícil solução.

Quem está ao nosso redor percebe mas, os principais envolvidos com a situação, normalmente, se fingem de mortos e fogem da discussão e resolução do problema. Esse é um comportamento típico do ser humano que se acomoda com o cotidiano e evita a todo custo qualquer tipo de mudanças.image

Porém, cabe a cada um de nós gritar, chorar, dar um basta e sair da zona de conforto para subir mais um degrau no amadurecimento como pessoa, como profissional, como mãe, etc. O que não é permitido é vivermos uma vida insatisfeita mesmo que por um motivo simples que seja, sem mostrar para o mundo ou fazer algo para mudar a situação.

imageCom os anos de experiência, aprendi que não podemos ter tudo aquilo que desejamos mas que devemos amar tudo aquilo o que temos, então, que a insatisfação seja jogada para o alto, que os problemas sejam resolvidos e que a cara feia fique linda novamente.

Bjs

Nanda

Chá de camomila

11 mar

chá de camomila

Me dá um chá de camomila, por favor!

Quem é empresário sabe muito bem da montanha russa em que vivemos. Um simples atraso na renovação de uma certidão e ….. o caos se instaura.

Os problemas surgem em efeito cascata. Falta de recebimento, cobrança dos montanha russafornecedores, atraso no pagamento dos salários, pressão dos gerentes de banco e muita dor de cabeça.

Já vivi momentos de muita tensão e sobrevivi. Por mais que a pressão seja insuportável, temos que aprender a administrá-la de modo a não atrapalhar a nossa saúde.

Uma xícara de chá de camomila ajuda a controlarmos os nossos momentos mais difíceis, nos deixando mais calmos para refletirmos sobre a melhor forma de sairmos da tempestade.

Bjs

Nanda

E quando tudo dá errado…

14 jun

Tem dias que a gente acorda com o pé esquerdo. Por mais que o dia pareça tranquilo, tudo resolve desandar. Até parece combinação!

Derramamos café na roupa, chegamos atrasada nos compromissos, problemas surgem a todo minuto. Pepinos e abacaxis caem de para-quedas na nossa mesa e, não temos facas para descascá-los.

Não temos tempo nem de olhar a agenda, até mesmo porque tudo o que foi planejado não será cumprido. Este é um daqueles dias em que nos transformamos em bombeiras e só fazemos apagar incêndio!

Rezamos para que o dia acabe para que os problemas desapareçam e possamos dormir uma noite de sono para acordar revigorada. Sim, claro, eu durmo feito pedra mesmo com um monte de pepinos e abacaxis e acordo com uma faca bem amolada para descascar eles.

Bjs

Nanda

Pé esquerdo

4 maio

Imaginem aqueles dias em que levantamos da cama com o pé esquerdo. Por mais que estejamos atentas, sempre aparece um defeito. Quando tudo parece calmo, a agenda nem está tão extensa e…. de repente…. o chão se abre aos nossos pés!

um série de acontecimentos inesperados sacodem a gente e nos deixam a beira da loucura. Duas xícaras de chá de camomila e nada do tumulto se acalmar. Lembrava a todo instnte do que dizia a minha mãe: “Urubu quando está de azar, o de baixo faz caca no de cima!”

A todo instante respirava fundo pois estou “careca”de saber que toda tempestade passa, que tudo se resolve, que seremos felizes para sempre!!!!! E, que se não encontramos a solução é porque o fim ainda não chegou….

Bjs

Nanda

Bola de Neve

9 dez

Por que, às vezes, é tão difícil encarar um problema de frente. Assumi-lo para o mundo. Tentar resolvê-lo com brevidade.

Muita gente prefere fechar os olhos, fingir que não vê, não ouve, não sente. Prefere empurrar com a barriga…..

Na maioria das vezes, o fato de não encarar e resolver as questões logo no início faz com que elas se formem “gigantes” aos nossos olhos, como uma bola de neve descendo uma montanha. Ela vai rolando e se avolumando cada vez mais até se espatifar no chão…..

No caso dos problemas, eles aumentam a cada dia igualzinho a uma bola de neve. Mas, sempre há o momento do fim. O fim nem sempre quer dizer fim mas, o momento em que a bola de neve se espatifa…..

Nessa hora, o importante é ter calma para esmagar todos os pedaços, não deixando nenhum pedacinho sequer inteiro, pois sempre há o risco do retorno da bola de neve……

E nesse final, quase sempre concluimos que os problemas não eram tão gigantes como pareciam…

Ai! Acho que estou tão metafórica…… Kkkkkkkk

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: