Tag Archives: linguagem

Tipos de linguagem

6 out

A nossa civilização se comunica por diversas maneiras. Nós temos a capacidade de passar uma mensagem de várias formas, sejam elas combinadas ou não.

Temos a linguagem escrita, onde podemos passar o nosso recado de uma forma direta e seca. Temos a linguagem falada, quando podemos usar e abusar da entonação da voz para que nosso recado seja entendido de forma ríspida ou amorosa. E ainda temos a linguagem corporal onde passamos a mensagem por meio de gestos e posição do corpo.

Precisamos ter o cuidado de tentar reproduzir a informação da forma mais correta e de fácil entendimento para a outra pessoa. Somos responsáveis por aquilo que queremos dizer e não, por aquilo que a outra pessoa entende.

Bjs

Nanda

#nandabahia #nandabahia74 #nandabahia.com #fernandabahia #comunicação #linguagem

E o nosso português?

4 dez
“Português bem dizido, não se correje!”
A moda agora é dizerem por aí que não existe mais o português certo ou errado. Que o que realmente importa é a comunicação. E eu fico aqui me perguntando de onde os educadores tiraram essa ideia.
Só posso acreditar que uma ideia de jerico dessas tenha vindo de alguém que não saiba falar corretamente a nossa língua. Na minha concepção, não existe a mínima possibilidade do estudo da língua portuguesa perder a sua importância. A forma correta da linguagem deve ser preservada e estimulada.
Acho triste quando encontro pessoas formadas e estudadas que escrevem errado e desconhecem as normas gramaticais. Já me deparei com cada erro absurdo que tive vontade de fugir correndo.
É claro que a comunicação é atingida mas, junto com ela, a mensagem de burrice e ignorância da língua, assim como, um despreparo para a vida profissional, também.
Por isso, fiquei tão triste quando vi que a prova do Enem não continha nenhum assunto referente à gramática portuguesa.
Bjs
Nanda

Linguagem chula

24 maio

Nunca gostei de falar palavrão. Quando eu era criança, e até mesmo adolescente, não tinha o costume de usar a linguagem chula. Não era acostumada a ouvir esse linguajar em casa e, portanto, não repetia.

Cresci e me tornei adulta com os mesmos costumes, ou melhor, a falta desse costume que, considero bem vulgar. Não precisamos mudar as palavras para que as pessoas compreendam o que queremos dizer.

Quando elogiamos bastamos dizer que aquilo é ótimo, maravilhoso, inesquecível ou coisas parecidas. Os termos muito usados pelas pessoas “de f…” ou “do c…”não me representam.

Quando criticamos bastamos dizer que a coisa está feia, horrorosa, medonha, etc. não precisamos usar de palavras chulas tais como: “c…” ou “b…”.

E mais, quando nos chateamos com alguém, prefiro me utilizar do silêncio ou do diálogo. Nada de mandar alguém “tomar no c…” ou para a “p… que pariu”.

E, principalmente, nunca penso em classificar alguém com adjetivos pertencentes ao reino animal: “vi…”, “va…” ou “g…”!

Nada melhor que mantermos a classe e utilizarmos as palavras tais como elas são!

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: