Tag Archives: estudantes

A minha visão de educação 

13 nov
Vejo muitas discussões sobre a escola ter ou não ter partido, sobre a universidade ter ou não ter cotas, sobre o ensino ter as matérias unificadas ou diferenciadas em função das áreas de preferência de cada um e não concordo com nenhum dos extremos.
Acho que o mundo está ficando extremista demais e deixando o bom senso de lado. É claro que uma escola é boa quando se aprende um conteúdo verdadeiro, a história que realmente existiu, sem ideologias partidárias. Porém, também acho que o espaço para debates deve ser aberto, que o senso crítico deve ser construído e que as liberdades de pensamentos devem ser respeitadas.
Aposto na meritocracia e acho que os melhores devem vencer. Os esforços precisam estar concentrados no ensino básico e médio para que as oportunidades sejam iguais. A entrada na Universidade deve ser opcional e de acordo com o mérito de cada um. Ali é um espaço para o desenvolvimento da ciência e somente os melhores devem ocupar aqueles lugares. Quero deixar claro que os melhores são aqueles que mais se esforcem e provem maior capacidade em um exame mais justo e decente do que o atual.
E eu ainda acho que as matérias estudadas no ensino médio devem ser padronizadas para todos independente das áreas que cada um vão seguir quando entrarem na Universidade. As matérias ensinadas no ensino médio servem como conhecimentos gerais e para desenvolvimento do raciocínio lógico.
Enfim, essa é a minha opinião e ainda bem que vivemos em um país com liberdade de expressão.
Bjs
Nanda

Prova do Enem

12 nov
Olhei cada questão da prova de linguagem do Enem e posso resumir que a nossa educação está mesmo uma tristeza.
Não sei qual o objetivo de avaliação dessa prova mas, não existe nenhum tipo de conteúdo dado no ensino médio sendo avaliado ali. 
Temos tantos escritores maravilhosos e vi uma pobreza de textos em toda a prova. A grande maioria deles, retirados de artigos da internet e apenas um texto de Graciliano Ramos e um de Guimarães Rosa e nada mais. Nenhum conteúdo clássico. Nada de Jorge Amado, Machado de Assis, Clarice Lispector e assim por diante. Abriram espaço para textos vazios e sem sentido. 
Em quase todas as questões tinham um tom de opressão, discriminação, violência. A politização e vitimização tomou conta do objetivo principal que é avaliar o aprendizado dos alunos.
A gramática passa longeeeeeeee. Nada de substantivos, tempos verbais, análises sintáticas ou morfológicas foram cobradas. Nem figuras de linguagem ou estilos literários…. Nada de conteúdo.
Ainda fico me perguntando qual o sentido desse sistema de avaliação que, simplesmente, não avalia nada. E chego à conclusão que estamos educando jovens cada vez mais medíocres e ignorantes para o mundo.
Bjs
Nanda
%d blogueiros gostam disto: