Tag Archives: empregado

Patrão x empregado

14 maio

Desde os primórdios dos tempos a relação patrão x empregado sempre foi conturbada. Os objetivos são antagônicos é um lado sempre acha que o outro quer tirar vantagem.

Eu não vejo as coisas dessa maneira. Acredito muito mais em uma via de mão dupla em que os dois lados precisam um do outro e se completam.

Não há negócios sem empregados e, da mesma forma, não há empregado sem negócios. A relação precisa estar equilibrada para que ambos estejam satisfeitos.

Todos os direitos precisam ser respeitados mas, não falo apenas dos direitos trabalhistas conquistados pelos empregados, falo, tambem, dos direitos de escolha dos patrões e de exigir dos prestadores de serviço a excelência pelo trabalho prestado.

E é aí que entram as críticas e questões… Enquanto não houver paz e bom senso no entendimento dos limites de cada um as relações serão sempre conturbadas.

Bjs

Nanda

#nandabahia #nandabahia74 #nandabahia.com #patraoxempregado

Profissionalismo

11 nov

Sinto falta de bons profissionais que se dediquem de corpo e alma às suas atividades e aos seus trabalhos.

Vejo gente acomodada e sem ambição. Se contentam com o pouco que tem sem fazer esforço para conseguir algo mais.

Vejo gente que acha que engana aos outros mas, no fundo engana a si mesmo quando enrola com suas obrigações e não cumpre bem o que tem que ser feito.

Vejo gente que reclama da sorte dos outros mas, não faz nada para se destacar naquilo que faz. Não se esmera em fazer a diferença e buscar reconhecimento por ser um bom profissional. Depois, reclama de que mesmo?

Precisamos de gente mais profissional, que exerça seu trabalho com dedicação e profissionalismo. Quando vamos ter?

Bjs

Nanda

Dia do trabalho

1 maio

Desde a greve geral ocorrida no século dezenove pelos trabalhadores que exigiam a redução da jornada de trabalho diária, o dia primeiro de maio é reconhecido internacionalmente como o dia do trabalho ou trabalhador.

Vale como um dia para reflexão sobre a tão conturbada relação entre patrão e empregado. Não acredito que algum dia esse diálogo será completo e sem os costumeiros pensamentos de que uma classe explora a outra.

Hoje, as coisas já são muito melhores mas, a busca pelo equilíbrio será constante. Já estive dos dois lados e entendo as exigências de ambos. Nem sempre o patrão só quer explorar a mão de obra e usufruir de benefícios. Não é isso que acontece de verdade. E muitas funcionários reclamam da falta de reconhecimento, dos baixos salários e da carga excessiva de trabalho.

Enfim, será sempre uma relação difícil e cheia de conflitos pois os interesses são completamente divergentes. Por enquanto, só dá para comemorar os direitos adquiridos e as obrigações reconhecidas.

Um feliz dia do trabalho e bom descanso a todos!

Bjs

Nanda

Trabalhador exemplar

10 maio

Estamos em uma época de muitas reivindicações sobre as leis trabalhistas. Mas, ninguém para para pensar que não existe empregado sem patrão e vice-versa.

O problema está na qualidade dessas pessoas porque sempre vai existir bons e maus patrões e empregados. 

Existe patrão de todo o tipo: chatos, exigentes, explosivos, caloteiros. Porém, nenhum empregado é obrigado a permanecer no seu emprego.

Da mesma forma, existe empregado sem caráter, sem vontade de trabalhar, sem criatividade para a execução das tarefas e, principalmente, alguns que fingem que trabalham ou fazem o trabalho sem esmero. Ou faltam o serviço e esperam que o patrão não descontem o dia, afinal de contas, eles se acham no direito.

Então eu me pergunto: quem trabalha pela metade pode ficar reclamando sobre seus direitos? Ou deveriam pensar em melhorar a qualidade do seu serviço?

Fica a dica!

Bjs

Nanda

Trabalhando direito

13 maio


Seja que trabalho for ele deve ser desenvolvido com cuidado e, com o máximo de perfeição possível.

Fico muito irritada quando vejo pessoas trabalhando sem compromisso, cometendo os mesmos erros repetidamente, sem cuidado com os resultados do seu trabalho. 

Sempre acreditei que a busca da excelência faça parte dos objetivos dos melhores profissionais. E esses, sim, merecem ser recompensados, promovidos, elogiados.

Agora, no meio de uma crise tão grande e com tantos desempregados, é inacreditável constatar que alguns não estão nem aí para os seus empregos, não procuram melhorar, se aperfeiçoar ou evitar erros. 

Bjs

Nanda 

Funcionário que pensa demais

24 nov

  
É verdade que não somos robôs e não queremos máquinas trabalhando para nós. Mas, existe, por aí, muito funcionário que pensa demais.

Fico zangada quando tenho um pedido meu trocado por que o empregado pensou que não faria diferença alguma na alteração. Já pedi geleia diet, sem açúcar e recebi geleia comum, e a explicação de que por ser do mesmo sabor ele achou que não faria diferença.

Já rodei a baiana pois tinha perdido duas horas marcando assentos para um vôo e a atendente do check-in alterou os assentos pois achou que não faria diferença. Ora! Se não fizesse diferença porque eu perderia o meu tempo para marcar esses assentos? 

 

Definitivamente, os funcionários precisam ser mais bem treinados quanto aquilo que podem modificar nas solicitações de um cliente. Afinal de contas, o freguês tem sempre razão!

Bjs

Nanda 

Visões diferentes

11 mar

A depender do lado que a gente esteja, temos visões diferentes sobre o mesmo assunto. Mudam-se as prioridades, os objetivos, as preocupações. Muda até mesmo o método de trabalho e de resolução de problemas.

Como empregada, me desenvolvi, aprendi, amadureci. Resolvi pequenos e grandes problemas, esquentava a cabeça, trabalhava até mais tarde mas, dificilmente algo atrapalhava o meu sono. Quando chegava em casa, normalmente esquecia os problemas profissionais e me dedicava à minha vida pessoal. Raríssimas vezes, fui interrompida do meu conforto doméstico para resolver problemas de última hora.

Claro que sempre fui uma profissional dedicada e, por diversas vezes, levava trabalho para desenvolver no fim de semana. Mas, eu tinha a escolha de levar ou não. Também procurava resolver as questões analisando o custo da empresa e objetivando o equilíbrio entre a qualidade e o custo.

Mas não nego que, muito me importava a estética do produto a ser apresentado para que o meu desempenho se destacasse. E, garanto, nunca perdi o sono porque não tinha motivos para isso.

Como empresária, tudo muda!!!!!

 

O sono conturbado é o primeiro sinal de que algo não está bem! A falta de tempo então, nem se fala… Não sou mais dona do meu tempo. Algumas atividades não podem ser deixadas para depois pelo simples fato de afetar a vida de terceiros e suas famílias ou o meu próprio bolso.

Sobre qualidade de vida…. Kkkkkk! Difícil falar sobre esse assunto quando não há alguém que possa me substituir quando não estou presente. Não posso viajar por longos períodos sem ter que resolver alguma coisa pelo telefone ou com a ajuda da informática ou ainda, quando há a falta de dinheiro, não durmo, sabendo que sou responsável pela subsistência de várias outras famílias…..

Tudo vai bem quando sua equipe é de confiança e leal, quando seus contratos são lucrativos e quando você recebe as faturas em dia. Mas, quando algum desses ítens desequilibra a balança…….. o sono começa a faltarrr!

Às vezes, olho pra trás e digo “Ai como era feliz” mas o grande desafio de seguir em frente fala mais alto!!!!!

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: