Tag Archives: empregada

A cozinheira foi embora

23 out
Depois de anos, a cozinheira foi embora. E agora?
A nossa primeira reação é de desespero. O que vou fazer? Não sei cozinhar nenhum arroz. Vou passar fome…
Em seguida, racionalizamos e repetimos para nós mesmos que as pessoas não são substituíveis mas, os cargos são. Então, dessa forma, seguimos em frente com as nossas vidas. 
Algumas entrevistas e nova cozinheira contratada. 
O momento agora é de respirar fundo, levantar a cabeça e começar o novo treinamento para mostrar como a família gosta de tudo. 
Me deixem ir que o dia já começou…
Bjs
Nanda

Carteira assinada

14 ago

imageAgora é lei: patrão que não assina a carteira de trabalho da empregada doméstica tem que pagar multa.

Mas… e quando elas não querem a carteira assinada???

No ano passado entrevistei mais de trinta candidatas ao cargo de cozinheira e, pelo menos oito delas não queriam ter a carteira de trabalho assinada. Algumas até foram sinceras e assumiram o desejo durante a entrevista mas, no mínimo duas delas começaram a trabalhar para só então, comunicar o desejo.image

Tentei entender os motivos e, para minha surpresa, o Governo é sempre o culpado. Essa ideia de dar muitos benefícios tipo bolsa família, aposentadoria agrária e benefícios para associação de pescadores dá nisso…

O problema é que sou uma patroa certinha e cumpro todas as minhas obrigações. Jamais admitiria contratar alguém sem registrar a documentação e pagar todos os encargos necessários. Poderia ser a melhor funcionária do mundo e, mesmo assim, na minha casa ela não trabalharia.

Será que esse Brasil tem jeito?

Bjs

Nanda

Dificuldade de emprego

22 jul

imageA nova lei das empregadas domésticas foi estabelecida para melhorar a vida daquelas que trabalham em nossas casas e não tinham os direitos regulamentados. Pelo menos, essa foi a real intenção…

O problema é que boa parte delas se achou com o rei na barriga e pensou que só tinha direitos. Que os deveres eram só dos patrões e, muitas foram demitidas dos seus empregos. Como a vida não está fácil para ninguém, essas mesmas estão encontrando dificuldades em suas recolocações no mercado pois ainda se acham super importantes.

Tenho encontrado muitas ex-empregadas sem emprego fixo por aí, à procura de novas chances. Mas, quando lembro do comportamento arrogante, do ar de superioridade delas, logo entendo o motivo do desemprego. A relação patrão x empregado doméstico não é só baseada na lei e sim no estabelecimento da troca de necessidades e na confiança de um poder contar com o outro nos momentos que precisar.

Enquanto eles (empregados) não entenderem essa relação e compreenderem que a lei foi instituída para dar um rumo legal e criar um limite para aqueles patrões exploradores, o desemprego nessa classe não reduzirá.

Bjs

Nanda

Saudade de ser empregada

20 maio

imageEsse negócio de ser empresária dá uma trabalheira enorme. Há quem pense que é uma vida de só glamour mas, os riscos e o nível de stress a que somos submetidos é muito alto.

Noite mal dormidas ou completamente sem dormir pensando em como fazer para honrar os compromissos já que nossos contratantes, muitas vezes se esquecem de que devem nos pagar. Quantos calotes, quantos faturas atrasadas, quantos serviços executados e não pagos….

Sim, tenho saudades do tempo em que tinha horário e metas a cumprir. Acho até que era mais feliz! O meu dia se encerrava com mais paz e com mais vontade de curtir a família. A criatividade para implantar novas rotinas e o bom humor para lidar com as pessoas era mais presente no meu cotidiano. Ai, como sinto saudades!

Bjs

Nanda

Diálogo de doido

12 dez

imageDaí, você avisa para sua empregada que vai viajar durante o verão e vai antecipar 15 dias das férias dela…

– Não quero não, “Fernanda”.
– Primeiramente, fulana, “D. Fernanda”, por favor. Em segundo lugar, o que você sugere? Vou passar uns dias fora e vou pagar o seu salário para você ficar descansando?
– Ah, não sei. Mas só sei que férias eu não aceito.
– Fulana, você sabia que o empregador tem direito a escolher o período de férias do empregado?
– Não tem nada disso, não, “Fernanda”.
– Tem sim e pode se informar melhor. Está escrito na lei.
– Não me importo. Só sei que não quero férias.
– É, fulana. Mas eu vou viajar e não tenho outra opção. É adiantamento de férias, sim. Além do mais, todo mundo luta para ter férias no verão. Só você está do contra.
– Ah! Não vou aceitar, não….
– Sabe de uma coisa fulana. Perdi a paciência. Quer quer, não quer, não quer…. Tô cansada de ser boazinha.

Ora bolas!!!!!

Bjs

Nanda

Empregada doméstica

10 set

PECNão sei o que está havendo mas, confesso que não consigo entender nadinha…. Elas não queriam os seus direitos? Elas não queriam a lei?

Depois que conseguiram a aprovação da PEC estão morrendo de medo. Quando encontram uma patroa certinha como eu, que pago em dia, assino a carteira e contrato de trabalho, pago em conta corrente e registro todas as horas extras no contra-cheque, elas fogem!

Ultimamente, nenhuma quer carteira assinada. Todas preferem os benefícios parasitários do governo, tais como: bolsa família, seguro desemprego, aposentadoria do INCRA e assim por diante.rede2

O mais interessante é que elas aceitam e concordam com tudo durante a entrevista de emprego. E depois, ficam tentando empurrar com a barriga, ganhar tempo e nos enrolar.

É triste ver como as pessoas desse país pensam de forma medíocre e só querem saber de tirar vantagem. Pois comigo não tem jeito, ou é tudo regularizado ou a porta da rua é serventia da casa.

Bjs

Nanda

Falta de cuidado

15 ago

imageQuando contratamos alguem para tomar conta da nossa casa e das nossas coisas esperamos que ela cumpra com zelo as suas obrigações. Afinal de contas, trabalhamos muito para conseguir comprar e manter tudo o que temos.

Eu reconheço que fico injuriada se quebram algum objeto meu. Já passei muita raiva por isso. Ainda mais, quando percebemos que houve displicência por parte da empregada. Elas, realmente, não sabem o preço das coisas.

Já vi misturarem roupas brancas, coloridas e pretas em um mesmo balde para lavar, já vi queimarem vestidos de seda e pendurarem no armário como se nada tivesse acontecido, já vi colarem estatuetas imaginando que eu não fosse perceber, já vi racharem várias vasilhas de vidro por elas estarem quentes sobre a pedra gelada.

Já vi coisa que Deus duvida. E, sempre que eu reclamo, ainda sou considerada a bruxa malvada. Ah! Tenha paciência! Só eu sei o duro que dou, o trabalho que tenho para ter cada objeto. E depois, tenho que aturar sorridente, uma fulana qualquer, sem dó e nem piedade, fazer mil estragos por aí. Nem pensar…….

Bjs

Nanda

A maldição do ferro de passar roupa

6 maio

ferro2

Ainda não descobri qual o problema existente nos ferros de passar. Acho que a maioria deles já vem com defeito de fábrica.

A verdade é que o meu primeiro ferro durou quase dez anos. Uma só pessoa usava e tinha todo o cuidado. Depois que ela se foi e outras vieram, outros ferros também vieram. Mas, a uma velocidade inacreditável!

Cheguei a comprar um por mês durante três meses seguidos. Não sei o que essas moças fazem que esses ferros escorregam das suas mãos em um piscar de olhos.

Parece mesmo uma maldição! Outro dia me livrei de uma sacola com um monte de ferros quebrados. Até quando será assim?

Bjs

Nanda

Prezada empregada doméstica …

23 abr

Recebi este email e não resisti a compartilhar com vocês…

Carta da patroa

Prezada empregada doméstica

empregada doméstica“Quero cumprimentá-la porque, finalmente, a sua classe passou a ter os mesmos direitos do restante dos trabalhadores do nosso país. Agora as suas horas extras serão remuneradas, você terá direito ao FGTS, se…guro desemprego, intervalo na jornada de trabalho e mais uma série de benefícios. Parabéns pela conquista !

Mas, posso informar-lhe que, para mim, pouca coisa mudará… Afinal estou acostumada ao dia a dia do mercado de trabalho e, com certeza, saberei me adaptar rapidamente às novas regras. Apertando um pouco mais o orçamento, conseguirei pagar todos os ônus da nova lei, porém me preocupo com o novo tratamento que terei de dar a você, pois “para todo bônus, o seu ônus”.

Você será reconhecida por mim, financeiramente, mas precisará comprovar-me que está apta a ser tratada como profissional. Adeus às velhas desculpas de que o ônibus atrasou… Agora tenho que registrar sua entrada e sua saída, para computar as horas extras a que você tenha direito…

Não me peça para não descontar suas faltas! Inevitavelmente terei que contribuir para um fundo de garantia por seu tempo de serviço [FGTS] e, por isso, você precisa vir trabalhar.

Lembre-se, também, que não aceitarei as desculpas de que você não sabe cozinhar, passar, lavar roupas, pois estas aptidões são necessárias para o seu trabalho. Siga as minhas orientações e cumpra as minhas determinações.

Para atender às necessidades do meu lar, tal como acontece nas empresas (veja o comércio), busque a capacitação e a reciclagem, esteja atenta às boas relações interpessoais, para que eu possa honrar com prazer os seus direitos ora adquiridos.empregada doméstica 2

Não vale mais ser doméstica e estudar datilografia (ah! Isso era antigamente, agora é informática…), ou passar horas mexendo e aprendendo tudo do celular ou ouvindo radinho sem se importar em esmerar-se para atender às necessidades do meu lar, pois isso é o que o seu emprego requer!… Deixe o lazer para o período de descanso…

Você alcançou uma posição privilegiada, é uma profissional com todos os direitos da Consolidação das Leis do Trabalho, igual a qualquer empregado de uma empresa, embora meu lar e a minha família não se enquadrem nessa categoria e não tenham fins lucrativos. Portanto, acostume-se a ser advertida, afinal tarefas não realizadas contarão também para demissão por justa causa.

Prejuízos ocasionados pela má utilização dos pertences de minha residência [seu local de trabalho], serão tratados como patrimônio, que você terá obrigação de zelar e ressarcir-me, caso venha a danificá-lo. E isso inclui as minhas roupas que você costuma manchar ao lavar e/ou queimar ao passar. Mas não se preocupe, quando eu fizer a reposição do item por outro igual, apresentarei o cupom fiscal a você.

Sentirei no bolso, é verdade, mas a grande privilegiada será você, pois até que enfim alguém pensou em sua classe, no seu crescimento pessoal e profissional, espero que com a aquisição de todos esses benefícios você consiga manter-se no mercado de trabalho , buscando sempre o aprimoramento profissional.

Espero, ainda, que esse pouco dinheiro que chegará às suas mãos, uma vez que grande parte dele vai mesmo ficar para o governo, lhe dê condições de sustentar a sua família, pagar os cursos que você precisa fazer e ainda assim ser a amiga e companheira que nos auxilia ao longo de nossas vidas.

Atentando para tudo isso, nossa relação de amizade não sofrerá a menor mudança. Respeito o seu trabalho, preciso de sua ajuda em meu lar e confio no seu potencial. Por isso, espero que essa nova lei seja um marco para nós dois.

Um abraço e muito sucesso para você!

Sua patroa”

E vamos nessa!

Bjs

Nanda

Ninguém é perfeito

6 nov

Empregada nova e….. muita expectativa. Queremos saber de todas as aptidões e qualidades!

Ai, se pudéssemos ignorar os defeitos!

Já estamos cansados de saber que ninguém é perfeito. Devemos pesar na balança e decidir se as qualidades somam mais que os defeitos.

Está difícil achar alguém que cozinhe super bem, limpe super bem, lave e passe super bem e cuide de crianças super bem!!!!

Então vou ter que me contentar com alguns ítens super bem, outros bem e outros ainda, nada bem!

Ó céus! Ó vida!

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: