Tag Archives: avião

Portas em automático

12 dez

É hora de dar tchau…

Todo mundo precisa de férias, de um tempo com a família, de ficar coladinho com o marido e os filhos, de fugir do trabalho e dos problemas, de sair da rotina, de mudar de ambiente.

Todo mundo precisa ver caras novas, experimentar novos pratos e sabores, ver novas paisagens, sentir novos ares, curtir o ócio, colocar as pernas para cima.

Então, com licença que as portas já estão em automático…

Bjs

Nanda

Classe executiva

17 set

Tudo o que é bom é imoral, é ilegal, engorda… ou é muitoooooo caro!!!!!

Quem já viajou, pelo menos uma única vez na classe executiva de um avião sabe bem do que vou falar. O conforto é completamente diferente daquele que viaja na classe econômica. O preço que se paga, também!

As poltronas são mais confortáveis e reclinam totalmente. Temos direito a travesseiro e cobertor macio para nos protegermos do frio. A comida é servida em prato de louça e talheres de verdade. As taças são de cristal é o espumante já é servido desde antes do embarque. São diversos tipos de pratos e sobremesas para serem escolhidos em um cardápio e harmonizados com diferentes tipos de vinhos. Tudo com muito requinte e elegância.

Meias e vários itens de higiene são distribuídos para o nosso conforto e satisfação. Tudo em função do nosso bem estar e para justificar a grande diferença de valor entre as classes de passagens.

Ai ai… Um dia eu ainda vou ser somente classe executiva!

Bjs

Nanda

Classe Econômica

18 mar

Viagem de avião em classe econômica já foi bom. Nos dias de hoje eu considero um verdadeiro martírio. Pagamos muito caro por um serviço sofrível!

Não gosto de dar vida fácil para minhas filhas. Quero que elas saibam dar valor às boas coisas da vida e, portanto, corram atrás para consegui-las. Afinal de contas, tudo o que vem de mão beijada não é valorizado. Então, viajo sim de classe econômica com elas para que saibam que a vida pode ser melhor.

Mas… infelizmente, vejo uma série de falta de respeito por parte das empresas com os usuários. As filas são intermináveis, o direito à bagagem chega a ser ridículo e o conforto, nem devemos comentar. Os espaços entre os assentos estão cada vez menores e, daqui a algum tempo, voaremos uns por cima dos outros. (Eu é que não voarei mais assim…)

O direito a uma bagagem de mão deixou de existir faz tempo e nossas maletas são jogadas ao porão, de qualquer jeito, sem o menor pudor e sem nenhuma preocupação se há algo de valor ou frágil dentro dela. O retorno das bagagens demora por séculos e, muitas vezes elas ficam perdidas no caminho. Definitivamente, ninguém se importa com o bem estar do passageiro.

E não há diferença entre as companhias. Todas são semelhantes no tipo de qualidade sofrível do serviço prestado.

Bjs

Nanda

Dez coisas que você jamais deve fazer no avião

14 jul

Vi esse texto no facebook e resolvi compartilhar com vocês.

“Para o bem estar e felicidade geral dos demais passageiros, saiba as coisas que você deve evitar da próxima vez que for viajar de avião. 

Não tem jeito. Enquanto não formos todos milionários e pudermos viajar de primeira classe para cima e para baixo, voar de avião vai continuar sendo, muitas vezes, um grande perrengue.

As muitas horas confinados dentro de um espaço fechado, o contato (muitas vezes físico) obrigatório com desconhecidos somado à falta de educação de muita gente pode transformar uma viagem de 11 horas em um pesadelo infinito.

Quem nunca sofreu com um vizinho sem noção no avião? Ou com um bêbado que deu show durante a madrugada? Ou que entrou no banheiro e deu meia volta assim que viu o estado do mesmo?

Eu já passei por cada uma… do grupo de russos que já entrou bebendo vodka no avião e resolveu abrir garrafas compradas no free shop porque as bebidas servidas no avião não eram suficientes à fulana que vomitou no encosto do meu banco (sim, eu sei que é nojento, mas preciso dizer que o cheiro durante o voo foi in-su-por-tá-vel).

Já falei em outros posts, mas não me canso de repetir. Se cada um fizesse sua parte e se comportasse como se comportaria em sua casa (ou em seu banheiro) muitos desses perrengues poderiam ser evitados.

Mas como sempre tem alguém que se faz de desentendido, aqui vai uma lista com dez coisas que jamais devem ser feitas no avião para o bem-estar e a felicidade geral da nação.

Compartilhe, marque os amigos (e os não tão amigos assim), divulgue. Quem sabe aos poucos a gente não vai conscientizando os sem noção?
 

1. Jamais recline as poltronas durante as refeições

Regra básica de convivio número um em aviões e ainda assim muita gente “esquece”. Que tal pensar no vizinho e levantar sua poltrona ao ver os comissários passarem com os carrinhos para servir as refeições? Não tem nada mais desagradável do que tentar comer naquele espacinho já restrito e ainda ter a cabeça do passageiro da frente bem na sua cara. Meia hora a mais com a poltrona levantada não vai matar ninguém.

2. Jamais tome um remédio pela primeira vez

Você é do tipo que não dorme em aviões e alguém te recomendou um remedinho tiro e queda para o próximo voo? Melhor não arriscar e experimentar qualquer tipo de medicação primeiro em casa (isso sem falar em consultar um médico antes). Já pensou se você tem uma reação alérgica? Ou sofre com algum efeito colateral? Sempre melhor prevenir do que remediar, afinal você estará preso numa aeronave a 11 mil metros de altitude…

3. Jamais beba demais

Essa serve para o seu bem estar e para o dos demais passageiros. Sim, uma tacinha de vinho pode te ajudar a relaxar e dormir melhor, mas consumir muito álcool no avião não é uma boa ideia. Para quem não sabe, um dos efeitos do excesso de álcool é a desidratação. Combine com isso a baixa umidade no avião e… pobre do seu corpo! Dizem que um drinque no ar equivale a dois em terra firme. Ou seja, atenção na sua próxima viagem! (E não esqueça de beber muito líquido, independentemente da quantidade de álcool ingerida)

4. Jamais coloque seus pés nas poltronas alheias

Quem nunca estava sentado quietinho assistindo a um filme quando de repente, não mais que de repente, surge aquele pé (fedido ou não, de meia ou não) bem no lugar de você apoiar o braço? Mantenha seus pés sempre dentro do seu espaço. Sim, eu sei que às vezes a gente tem necessidade de levantá-los em voos longos, mas tenha cuidado com os passageiros ao seu redor. É simples, basta pensar se a situação fosse inversa… 

5. Jamais invada a vida alheia

Seja puxando assunto com quem quer dormir, olhando a tela do vizinho para acompanhar o filme que ele está assistindo ou lendo o jornal que ele está lendo, dê aos outros o espaço que eles precisam. Os aviões já são apertados demais para que os outros passageiros invadam o espaço pessoal dos outros. Mantenha sob controle seus cotovelos, pés (item acima), olhos e até cabelos (quem nunca pegou um rabo de cavalo da poltrona da frente atrapalhando a tela do sistema de entretenimento?).

6. Jamais fique ‘horas’ no banheiro

Eu não sei o que acontece, mas parece que as pessoas demoram quatro vezes mais tempo para usar o banheiro em aviões do que em terra firme. Não sei se elas ficam perdidas procurando o papel higiênico, o lixinho e depois o botão da descarga ou se a 11 mil metros de altura têm mais coisas para fazer… Fato é que a maioria das pessoas demora muito dentro do banheiro. Aí você, que está lá na fila pra fazer seu número um em 30 segundos começa a temer pelo que vai encontrar pela frente tamanha a demora (confesso que várias vezes já fui para o outro lado do avião com medo do que podia me esperar dentro do banheiro). Ou seja, mais uma vez lembre-se que há outros duzentos e tantos passageiros que podem querer usar o banheiro também (especialmente na “hora do rush”) e seja breve.

7. Jamais ande sem sapato

Não sei se você leu este post que fiz aqui sobre os lugares mais sujos dentro de um avião, mas evite a todo custo andar sem sapatos. A quantidade de coisas (nojentas ou simplesmente comidas e bebidas) em que você pode pisar é inacreditável. Se você é do tipo que não consegue viajar de sapato (eu!), sempre o coloque antes de caminhar pelos corredores e principalmente ir ao banheiro. Se preferir, leve um chinelinho daqueles descartáveis que a gente ganha em hotéis ou até as meias que algumas empresas aéreas dão.

8. Jamais troque de lugar antes de as portas serem fechadas

Voo sim voo não você vê esta cena. O fulano que esqueceu de fazer o check-in online dele e teve que sentar no assento 45K levanta e vai lá para a fileira 16 como quem não quer nada. Primeiro fica circulando, como um urubu que busca alimento, só na espreita para pegar aquele lugar vazio na primeira fileira. Quando deduz que ninguém mais vai embarcar, senta, tira os cobertores, abre o fone de ouvido e, de repente, dono do lugar chega. Além da vergonha alheia, ele ainda zoou o cobertor e o fone do outro passageiro e vai embora sem pedir desculpas. Não há nada de mal em querer trocar de lugar, mas pedir a um comissário para ajudar ou esperar que as portas se fechem é o mínimo. E perguntar ao novo vizinho se ele se incomoda em te ter ao lado é de bom tom.

9. Jamais exagere na quantidade e no peso das malas de mão

É sempre aquele drama na hora de embarcar. Você vê de longe aquela fulana com quatro malas penduradas pelo corpo e sabe que não vai caber tudo no compartimento de bagagens. Dito e feito. Ela para o embarque dos demais passageiros para chamar um comissário que faça um milagre e consiga guardar toda a tralha antes que o avião decole. No final, metade das malas vai para os compartimentos da executiva, que quase sempre estão vazios e a outra metade ela meio que senta em cima e abusa do espaço do vizinho para acomodar. Não é por maldade que as empresas aéreas limitam o tamanho e o peso das malas de mão. É simplesmente uma questão de espaço. Use o bom senso na hora de fazer suas malas de mão e aquelas compras de última hora no free shop.

10. Jamais levante antes da parada completa da aeronave

Uma das coisas que mais me irritam quando viajo de avião é o pessoal que tem mania de levantar e começar a pegar as malas na primeira freada do avião, sem se dar ao trabalho de olhar pela janela e ver que ele ainda está parado no meio da pista. Além de ganhar meio segundo de vantagem na hora do desembarque, sim, porque as portas não vão se abrir antes, ainda é perigoso para ele e os passageiros que estão ao redor. Já muita gente caindo no corredor depois de uma freada mais forte do avião ou vi muita bagagem despencar em quem nada tem a ver com a pressa alheia. Pra quem não sabe, o sinal de apertar os cintos se apaga quando for seguro para levantar… respeite-o!”

Por Tatiana Cunha

20 jun 2017, 14h13 – Publicado em 19 jun 2017, 13h45 na revista Veja

Bjs

Nanda

Viagem de avião 

28 abr

  
Adoro viajar mas, confesso que fico meio tensa quando entro em um avião. Já voei trilhões de vezes, inclusive sozinha e, ao menor sinal de turbulência já começo a rezar.

Já peguei alguns vôos que, realmente, pensei que a aeronave não ia aguentar. Tudo balançava e de repente caíamos no vácuo. Só viajo com o cinto de segurança bem apertado para evitar surpresas.

Outra coisa que tenho observado é a vestimenta das pessoas que entram no avião. Muitas parecem que estão de pijama, prontas para irem para a cama, com seus moletons e almofadas de mão. Outras se vestem como vão à praia, com shorts, camisetas e chinelos de dedo. Penso que esse desleixo é uma falta de respeito ao passageiro do lado. Eu mesma, ia detestar viajar com alguém com o sovaco de fora, ao meu lado!

Enfim, ainda penso que viajar de avião ainda tem algum glamour e prefiro ficar arrumadinha para entrar na aeronave. 

Bjs

Nanda 

Dormindo no avião

17 jan

imageValium, frontal, dormonid, lexotam, rivotril…..

Quem tem medo de avião se prepara da melhor forma possível para encarar algumas horas de vôo. Alguns preferem tomar um comprimido e apagar durante a viagem. Como dizia o ditado: “o que os olhos não vêem, o coração não sente”!

Comigo é diferente, prefiro estar no meu estado natural, até porque, quando se viaja com crianças é preciso estar sempre alerta.

Se bem que não vejo nenhuma dificuldade em dormir no avião. Basta fechar os olhos e pronto, lá estou eu nas nuvens!

E vocês, o que preferem?

Bjs

Nanda

Horário de verão – Parte II

29 out

imageEssa confusão de dividir o país em horário lá e horário cá mexe com a cabeça da gente. Se não ficamos ligados, podemos entrar pelo “cano”.

Passagem aérea, por exemplo, é uma grande roubada. Achei que quase perdi o vôo pois pensava que o site estava se referindo ao horário de São Paulo. Corri feito uma louca, fiquei descabelada, quase coloquei o coração pela boca para conseguir embarcar em um vôo que eu achava que estava atrasado. Nenhuma mensagem para nos lembrar que deveríamos prestar atenção ou não na mudança dos horários. image

O engraçado foi ver que cada trecho das passagens é regido pelo seu horário local normal, sem alterações.

A mesma confusão tambem acontece com o horário bancário. Estamos acostumados a fazer transferência bancária até as 17h e agora, o prazo se encerra às 16h. Socorro!!!! Tenho que colocar um alarme diário para não esquecer de honrar os compromissos.

E viveremos esse sufoco até fevereiro…

Bjs

Nanda

%d blogueiros gostam disto: