Dormindo em pé

16 ago

Sou uma pessoa diurna. Conte comigo para o que der e vier desde as cinco horas da manhã mas, já não sou mais ninguém as dez da noite.

Passo vergonha, durmo em pé, fecho os olhos. É mais forte que eu! Não resisto.

Na semana passada estava na casa de uns amigos e a noite estava super agradável. Bastou uma taça de vinho e o fim do jantar para eu cochilar ainda na mesa. Não tinha palito de fósforo que segurassem as minhas pálpebras. Morri de vergonha. Quis abrir um buraco e colocar a minha cabeça. Quanta deselegância! O que os amigos devem ter achado? Que a noite estava chata, entediante?

Mal sabem eles que sou do dia, acordo com as galinhas e acabo a minha bateria às 22horas, sem direito a prorrogação.

Bjs

Nanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: