Meus treze anos

26 abr

  
Lembro como se fosse hoje de quando eu tinha treze anos.

Lembro da minha escola, da sala de aula, dos meus colegas, de como eu era magricela. Lembro dos bilhetinhos apaixonados dos paqueras, das dúvidas e dilemas vividos pela idades, das paixões platônicas nunca vividas.

Lembro da dúvida de minha mãe sem saber como lidar com as neuras de uma adolescente. Lembro de querer sempre muito mais do que era permitido para a minha idade. Lembro de sonhar com meus quinze anos e depois com os dezoito, também.

Hoje, vejo minha filha completando treze anos e imagino o mundo e as questões que ela vive. Tento, sempre me colocar em seu lugar, lembrando do lugar que já estive um dia. Lembro a ela que sou sua amiga e companheira e que estou pronta para qualquer “parada” a qualquer hora do dia ou da noite. 

Desejo a ela que seus treze anos sejam vividos intensamente, com maturidade e responsabilidade mas, também, com as dúvidas e erros próprios da idade. Pois, é errando que se ganha experiência e se transforma em um adulto melhor.
Desejo a ela que nunca lhe falte a vontade de viver cada idade a seu dia!

Feliz treze anos, Bia!

Bjs

Nanda 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: