Meu direito, seu direito 

16 dez

Vejo muita gente reclamando dos seus direitos. Querem sempre ter direitos e mais direitos. Fazem cara feia quando suas vontades não são atendidas e esperneiam por qualquer motivo. Costumam protestar, gritar , alegar preconceito, bullying, etc.

Costumo dizer que o direito de uma pessoa termina exatamente onde começa o direito da outra pessoa. Os limites precisam ser respeitados para que a boa convivência entre as partes seja harmônica. 

É claro que uma pessoa pode dormir na hora que bem quiser e desejar, desde que não atrapalhe o sono da pessoa que dorme ao seu lado. É claro que uma pessoa pode comer aquilo que bem quiser e desejar desde que não se esqueça de que tem mais gente para comer em seguida e que você não é a única pessoa do mundo.

Você pode resolver suas prioridades, atrasar seus horários, cuidar de sua vida, desde que cumpra suas obrigações com o trabalho, dê satisfações e procure ajudar a quem te ajuda.

Costumo lembrar que é sempre bom nos colocarmos no lugar da outra pessoa para que não façamos com ninguém aquilo que não gostaríamos que fizessem comigo.

Bjs

Nanda 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: