Avaliação do primeiro semestre das Metas de 2016

30 jun

Quem me conhece sabe que eu listo meus principais desejos a serem realizados durante o ano, estabeleço metas e avalio trimestralmente a realização dos meus sonhos.

Isso faz com que eu não desvie o foco do cumprimento dos meus objetivos.

Vamos ver como eu estou me saindo?!

 

1) Bem estar

“Neste ano quero me tornar uma pessoa mais tranquila, sem urgências, sem estresses, sem nervosismo. Quero aprender a priorizar as atividades. Quero levar a sério a malhação. Quero cuidar da saúde e da beleza para chegar linda e saudável aos cinquenta. Quero me sentir realizada pela pessoa que sou e não por aquela que poderia ter sido. Quero aproveitar mais o meu tempo livre e curtir um pouco mais a companhia de amigos. Quero me deixar sucumbir ao ócio sem culpa.”

Ô tarefinha difícil essa de ser zen! Ser mais tranquila não é algo que acontece da noite para o dia. Considero que passo por um processo de aprendizagem e, posso garantir que estou me saindo muito bem. O cuidado com a saúde e a beleza já fazem parte da minha rotina e a malhação faz bem ao meu corpo mas, ainda preciso me livrar de uns quilos extras que insistem em não me largar, mesmo depois do verão. Ainda mais, depois da lesão no tendão do quadril que resolvi inventar… Rsrs

A rotina de fisioterapia passou a fazer parte dos meus dias e, conto os minutos para ficar logo boa e voltar com força total aos treinos. As pernas e os glúteos já gritam por isso!

Aprendi que podemos aproveitar a companhia de amigos mesmo que de forma virtual, porém, estou aproveitando muito mais a minha companhia mesmo. E sim, sou muito feliz com a pessoa que eu sou! O problema é que nunca estou satisfeita e sempre quero mais.

Meta: 80%.

2) Conhecimento

“Aprender, conhecer, estudar, viajar são verbos que fazem parte do meu vocabulário. Acredito que todo mundo deve buscar o conhecimento de todas as formas possíveis. Aprendemos todos os dias e com pessoas diferentes. 
Este ano quero viajar mais, conhecer novos lugares, viver novas emoções, mostrar o mundo às minhas filhas. Quero ver com meus olhos, a realidade de outros lugares, descobrir sobre culturas de antepassados. Quero colocar em dia a fila de livros que me aguarda. Quero praticar meu inglês e espanhol nas viagens. Quero ver com minhas filhas a lista de filmes antigos que eu acho importante que elas conheçam. Quero curtir os momentos de ócio fazendo o que mais gosto: ler.”

Bem… Querer nem sempre é poder mas, apesar das crises política e econômica instalada no país, não tenho do que reclamar. As viagens estão acontecendo e o conhecimento está sendo absorvido. Conhecer o mundo inteiro é o meu maior sonho!

Também tenho colocado a leitura em dia é incluído alguns clássicos na minha lista de livros lidos. Agora, é verdade que preciso finalizar a revisão do meu livro para publicação. Por que será que estou adiando tanto?

Também estou curtindo o ócio e amadurecendo algumas ideias.

Meta: 80%.

3) Profissional

“Sei que este não será um ano fácil. Por isso, não quero criar muitas expectativas. O que mais quero neste ano é ajudar o marido a encontrar forças para superar as dificuldades que surgirão para que a nossa casa esteja em harmonia e equilíbrio. Quero manter a equipe da empresa unida, com um bom ambiente de trabalho, para que possamos superar a crise com união. Quero voltar a ter orgulho da minha profissão. Quero ver os noticiários da TV sem vergonha do meu país. Quero discutir sobre a política sem chorar de vergonha. Quero me preparar para novos desafios e para mudanças que ainda não sei quais serão.”

Parece piada!!!! E cada vez a história fica mais dramática… Não sei se é para rir ou chorar… Avaliar essa meta é ir de encontro a toda situação atual do nosso país. A crise política e econômica está instalada e não temos previsão de ver a luz no fim do túnel. Equilíbrio, harmonia e expectativas são sentimentos raros. Raras também, são as empresas que ainda estão de pé e mantém as equipes unidas. Orgulho de ser engenheira??? Há muito tempo eu já não tenho mais. Se o tempo voltasse, teria feito medicina. E discutir política somente em casos de fazer inimigos. É como aquele ditado: “merda, quanto mais mexe, mais fede!” Mas, como a esperança é a última que morre, ainda espero as mudanças que estão por vir.

Meta: 10%.

4) Família

“Não busco a perfeição. Não quero ser a mãe perfeita, a esposa perfeita, a dona de casa perfeita, a mulher perfeita. Cansei de tentar ser a Mulher Maravilha. O que eu mais quero é manter a harmonia familiar, respeitando as vontades de cada um. Quero, também, muita paciência para saber lidar com as dificuldades da adolescência. Quero ser amiga das minhas filhas e compreender as suas ansiedades. Quero fazer o meu papel de mãe, passando bons ensinamentos e ajudando para que elas se transformem em pessoas do bem. Quero uma família unida em todos os momentos. Quero risadas gostosas e momentos de alegria entre minhas filhas, meu marido e eu.”

Desde quando eu guardei o cinto e o laço da Mulher Maravilha no cofre, vivo muito mais em paz com a minha consciência e com as escolhas que faço. Me permito errar, me permito, simplesmente, não querer fazer. Me permito exercer uma função de cada vez: enquanto sou mãe, não sou profissional; enquanto sou dona de casa, não sou mulher; e enquanto eu sou blogueira, sou só Nanda Bahia.

Dizem que a pressa é inimiga da perfeição mas, deixei de ter pressa e, não busco mais a perfeição. Desisti de provar a minha capacidade para as pessoas. Tenho plena consciência do que sou capaz mas, hoje em dia, prezo muito mais pela qualidade de vida. Ou seja, quero paz no meu coração!

Meta: 80%.

5) Felicidade

“Quero continuar no caminho de busca da felicidade. Quero criar filhas equilibradas e preparadas para lidar com os obstáculos da vida. Quero a união familiar nos momentos mais difíceis. Quero um futuro digno e feliz para minhas pequenas. Quero tranquilidade para lidar com as incertezas. Quero viver o bastante para ver os meus netos, e quem sabe, bisnetos, crescerem. Quero viver muitos anos ao lado do homem que escolhi para fazer parte de todos os momentos da minha vida. Quero poder contribuir para um mundo melhor.”

Essa meta não dá para ser avaliada agora. Essa é uma meta de vida a ser vivida, cada dia um pouquinho mas, tenho certeza de que estou fazendo a minha parte. Busco o meu equilíbrio para poder criar minhas filhas de forma bem equilibrada. Tento lidar com as adversidades da vida de forma sensata. Cuido de mim e do meu marido para que possamos ser unidos e companheiros até que a morte nos separe. Tento fazer com que minha passagem por essa vida não tenha sido em vão. Enfim, quero ser feliz e fazer felizes todos ao meu redor.

Meta: 100%.

Bjs

Nanda 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: